Cultura

Literatura: Brigada Jovem vai eleger novos corpos directivos

Mário Cohen

A assembleia-geral da Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA) para a eleição dos novos corpos directivos, inicialmente agendada para sábado, foi adiada para o mês de Novembro, devido à evolução da pandemia da Covid-19 no país.

Fotografia: DR

A informação foi avançada, hoje, ao Jornal de Angola, pelo actual presidente da BJLA, o escritor Nicolau Sebastião da Conceição “Kudijimbe”, que garantiu que não vai recandidatar-se à presidência da instituição literária.

O actual presidente da BJLA afirmou ter cumprido a sua missão e que é tempo de passar o testemunho às novas gerações.

Kudijimbe acrescentou que estará disponível para colaborar com a BJLA sempre que for solicitado, mas vai dedicar mais tempo ao trabalho da União Nacional dos Escritores Angolanos (UEA), na qual exerce, actualmente, a função de presidente do conselho fiscal.

O consenso sobre o adiamento da assembleia-geral da BJLA, disse Kudijimbe, sai de uma reunião administrativa da instituição, uma vez que a sua sede nacional continua a observar uma cerca sanitária.

Explicou que os participantes ao encontro foram unânimes em decidir a realização da assembleia-geral para 21 de Novembro, coincidindo com a comemoração do 33º aniversário da fundação da BJLA.

Kudijimbe garantiu que, caso a situação da pandemia da Covid-19 no país evolua, a direcção cessante já encontrou uma solução, a realização da assembleia através de videoconferência.

No próximo sábado, as delegações provinciais realizam as suas assembleias locais, que vão eleger os delegados para o conclave, em Luanda.

Tempo

Multimédia