Livro de Victor Hugo Mendes chega às livrarias do Lubango

Arão Martins | Lubango
3 de Julho, 2014

"O Meu Livro de Pensamentos", título que marca a estreia de Victor Hugo Mendes, foi apresentado aos amantes da literatura na Huíla, numa sessão de venda e assinatura de autógrafos, realizada no anfiteatro da Mediateca do Lubango.

A obra aborda temas da actualidade do quotidiano angolano, sobretudo aqueles que têm a ver com o resgate dos valores morais e cívicos, assim como o respeito pela amizade e pela diferença.
O autor faz transcorrer os mais variados temas e preocupações da actualidade assentes nos pilares do bem, do amor, do progresso, da harmonia, da fraternidade e da solidariedade.
Victor Hugo Mendes disse ao Jornal de Angola que o livro resulta do conjunto de ideias e pensamentos, assim como da vivência social.
O livro foi lançado em Agosto de 2013, em Lisboa, e já vai na terceira edição, com 15 mil exemplares esgotados no mercado.
Victor Hugo Mendes disse que o livro está a ser traduzido na língua umbundo e vai ser feito um 'áudio book' para distribuição gratuita às autoridades tradicionais em algumas províncias. O 'áudio book’ é financiado pelo Governo Provincial do Bié.
O autor disse que um dos maiores propósitos que o levou a escrever “O Meu Livro de Pensamentos" é o de incentivar os jovens a investigar e aprender mais e sempre sobre as coisas.
As pessoas formam-se lendo e não entretendo-se com coisas banais e inúteis. Para dar oportunidade a outras camadas, anunciou a tradução do livro em 'áudio book’.
Além de Lisboa, o livro foi apresentado no Aveiro, Porto e Viana do Castelo, em Portugal, Londres e nas províncias do Bié, Cuanza Sul e Norte, Benguela, Malanje, Uíge, Huambo, Namibe, Cuando Cubango, Cabinda e Huíla.
O autor anunciou que as províncias do Bengo, Lundas Norte e Sul, Cunene e Moxico são as próximas a serem beneficiadas com a venda do livro, que tem 134 páginas.
Durante a sua estadia no Lubango, o radialista foi orador de palestras sobre a “Sinistralidade Rodoviária, Criminalidade e Imigração Ilegal" e “A Juventude, Rádio e Televisão um desafio para o desenvolvimento”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA