Cultura

Livro sobre vida de Bonga apresentado em Malanje

Venâncio Victor | Malanje

Depois de Luanda, o livro “Bonga-Marcas na Oralidade Angolana”, de Filomeno Pascoal, foi apresentado, domin-go, em Malanje, em sessão de venda e assinatura de autógrafos com a presença do go-vernador provincial, Norberto dos Santos.

Carreira do cantor contada em livro biográfico
Fotografia: Francisco Bernardo | Edições Novembro

Lançado recentemente em Portugal, o livro de cem páginas resulta do trabalho de fim de curso de licenciatura, e é uma homenagem a José Adelino Barceló de Carvalho “Bonga”, um ícone da música angolana.
A sessão de venda decorreu na Biblioteca de Malanje. João Quixico Domingos, que fez a apresentação do livro, realçou que a obra aborda aspectos importantes da cultura angolana, e que a música é um dos subgéneros do texto lírico.
O autor informou que pretende apresentar o livro, também, na Itália. O livro narra a vida e a obra de Bonga, o seu contributo para a literatura oral e para a música angola-na, particularmente, o semba, o estilo que caracteriza as suas produções.
O livro faz uma analogia entre música, literatura e a oralidade. De acordo com o autor, o objectivo é explicar como as pessoas podem aprender literatura oral através da música. Filomeno Pascoal acrescentou que o desafio de escrever o livro deve-se ao facto de o artista ser uma figura que o inspira desde a juventude.
Filomeno Pascoal disse que  os jovens devem produzir  mais estudos sobre a vida e obra de Bonga e de outros artistas, como Waldemar Bastos, Lurdes Van-Dúnem, o grupo Ngola Ritmos, Artur Nunes, entre outros.
 Natural de Luanda, Filomeno Pascoal, de 34 anos, além de escritor é jornalista e docente universitário.

Tempo

Multimédia