Amor em "Pegadas Íntimas"

Roque Silva |
17 de Dezembro, 2015

Fotografia: Paulino Damião

A essência do amor e os problemas da sua banalização são a base do novo livro de poesia de Ras Nguimba Ngola, “Pegadas Íntimas”, que é apresentado hoje, às 18h30, no Hotel Skyna, em Luanda.

O livro, com 62 páginas e 50 poemas, analisa ainda aspectos relacionados com o actual problema da promiscuidade sexual entre os jovens e o aumento dos relacionamentos amorosos com base em interesses materiais.
O autor explora ainda em versos a banalização do amor e contesta a actual tendência de conquistar o parceiro através de práticas erradas, como o uso de bens materiais. O livro traz também abordagens relacionadas com os problemas sociais vividos em Angola, como a violência doméstica e o abuso sexual contra mulheres.
A linguagem usada no livro, disse o autor, é corrente e enquadrada na actual realidade social do país, de forma que as pessoas percebam, mais facilmente, a sua reflexão sobre o amor.
Para Ras Nguimba Ngola, o surgimento de novos autores tem ajudado a dar uma maior dinâmica a literatura angolana, principalmente porque a qualidade dos livros tem sido melhorada com o apoio de autores consagrados. No campo da poesia, em particular, disse, o domínio da língua impõe exigências ao trabalho dos jovens autores. Ras Nguimba Ngola é membro do Movimento Lev’Arte, da Brigada Jovem de Literatura de Angola (BJLA), do Clube Nacional de Poetas e Trovadores e da Associação do Movimento da Ordem Rastafari em Angola (AMORA).
O autor começou a escrever em 2006. Publicou em 2009 o livro “Mátria”, e em 2014 “E lá fora os cães”. Tem ainda textos publicados no suplemento “Vida Cultural”, do Jornal de Angola, e no Jornal Cultura, ambos das edições Novembro, no semanário Folha 8 e poemas no livro “Controverso”, de Kardo Bestilo.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA