Cultura

Cobiça por herança está escrita em livro

“O Herdeiro” é o título do livro da autoria do escritor, dramaturgo e actor Rosário Ngunza a ser apresentado hoje, às 18h00, na União dos Escritores Angolanos (UEA).

O livro tem 68 páginas e narra uma estória do quotidiano, trazendo à luz o problema da herança discutida e disputada no meio da família Bastos.
A ânsia e a cobiça pela herança tomam conta dos filhos e culminam com a morte de muitos integrantes da família. O livro é apresentado pelo escritor Kialunga Afonso. Foi editado pela Viana Editora e vai ser igualmente levado por Rosário Ngunza para os leitores da província do Cuanza-Sul, inserido nas festividades da Independência Nacional.
Rosário Ngunza, pseudónimo literário de Edilson do Rosário Jorge de Ngunza, actor, dramaturgo e publicitário, começou em 1997 a dar os primeiros passos na arte de representar, formando com o seu irmão mais velho, o Colectivo de Artes Picantes Teatro, onde foi dramaturgo.
Escreveu várias peças com destaque para “O Velho António”, “Sumbe Andando” e “A Água da Haha”, esta última prémio revelação no Festival de Teatro do Cazenga.
Em Luanda, criou um atelier de formação artística e orientação pessoal denominado “Globo Ngunza”, onde montou espectáculos com os seus alunos, destacando-se as peças: “A Queda do Avião”, “Homens e Mulheres” e “O País Que Nasceu Meu Pai.”
Publicou os primeiros contos nos Cadernos Negros, pela Quilombo Editora em São Paulo Brasil, com “Maria Rapaz” e “Na Noite do Tic Tac”, textos que serviram de tese na Universidade de Brasília.

Tempo

Multimédia