Conferência sobre literatura junta escritores em Malanje

Eduardo Cunha | Malanje
30 de Julho, 2016

Fotografia: Jaimagem

A província de Malanje, a par de outras regiões do país, possui um rico “mosaico literário”, disse na quinta-feira, naquela cidade, o vice-governador para o Sector Político e Social, Manuel Campo.

Discursando na abertura da segunda Conferência Provincial de Literatura Angolana, sob o lema “Géneros Literários, personalidade do escritor”, que decorreu no mesmo dia em Malanje, Manuel Campo disse que, por essa razão, o governo passa a ter mais responsabilidades no domínio da cultura, em geral, e da literatura, em particular.
No que diz respeito à promoção de iniciativas literárias e de divulgação das obras dos escritores angolanos, o governante realçou o empenho das instituições culturais em descobrir novos escritores. “Com a expansão da Internet e das redes sociais constatamos no seio da juventude pouco interesse pela literatura angolana, dando primazia à pesquisa científica, no  âmbito das tecnologias de informação”, disse.
Manuel Campo frisou a importância das redes sociais, por constituírem também uma fonte de conhecimento e informação, sem contudo retirar a importância à literatura, uma vez que é possível a coabitação entre ambas.
O vice-governador de Malanje assegurou que as autoridades provinciais vão continuar a apoiar as iniciativas culturais dos jovens, por forma a contribuir para a sua formação.
A leitura e a escrita, referiu, são uma das virtudes que ajudam a transformar as pessoas e o Mundo, pois permitem a partilha de conhecimentos, informações e experiências. “É preciso continuarmos a estimular e promover práticas de leitura e de escrita, para a aplicação dos conhecimentos adquiridos, de forma a enriquecer os horizontes culturais”.
A Brigada Jovem de Literatura de Angola tem 230 membros em Malanje, entre escritores consagrados e da nova geração.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA