Crianças interagem no Jardim do Livro

Manuel Albano |
29 de Junho, 2014

Fotografia: Nuno Flash

A sétima edição do Jardim do Livro Infantil, que encerra hoje, às 20h00, na Praça da Independência, em Luanda, tem permitido criar, desde quinta-feira, uma maior interacção entre os visitantes e aumentou a consciência da importância do livro na formação intelectual das crianças, disse a responsável da Paulina Editora.

Celina Toda destacou a feira como uma iniciativa que tem permitido às escolas estimularem o interesse dos petizes em ganharem gosto pelos livros e pela literatura.
Além disso, elogiou os progressos e a dinâmica registada em cada edição, por possibilitar a troca de experiências entre editoras, escritores, instituições públicas e privadas, escolas e centros infantis. “Apesar da iniciativa das escolas de levarem as crianças a visitar o espaço, é importante uma maior participação dos encarregados de educação e pais na compra dos livros, de maneira a estimularem o gosto do livro nos seus filhos\", acrescentou.
A oficina de artes com os técnicos das Escolas de Artes Plásticas, Dança, Música e Teatro foi uma das áreas mais visitadas pelas crianças, de acordo com o professor de teatro Miguel Bernardo.
As crianças, explicou, tiveram aulas básicas de encenação, posicionamento em palco e projecção de voz. Tiveram igualmente lições básicas de música e danças de salão e tradicional.
Maria de Oliveira, vigilante da Creche João Paulo II, do distrito do Rangel, disse que esta edição da feira tem sido positiva, por existir uma maior colaboração entre encarregados de educação, direcções das escolas e centros infantis. “Os pais têm sido os primeiros a autorizar os seus filhos a participar na actividade, o que nos deixa satisfeitos\", elogiou.
O brinquedo pula-pula, sumos, doces, os desenhos, pinturas, esculturas e as histórias para crianças têm sido, durante a feira, as principais atracções para os mais pequenos que visitam o recinto, disse Idalina Caculo, professora do ensino primário do Colégio Betânea. “É maravilhoso poder viajar no mundo colorido das crianças. A inocência dos pequenos contagia-nos a todos\".
O Colégio Betânea levou na sexta-feira ao Jardim do Livro Infantil um grupo de 40 crianças com idades compreendidas entre os 5 e 12 anos, tendo permitido criar uma maior interacção entre os estudantes. “Temos muitos alunos introvertidos, que nos surpreendem nessas actividades, tornando-os mais interactivos com as outras crianças\", destacou.
O Sistema Integrado de Emergências Médicas, a direcção Provincial de Saúde de Luanda e a Polícia Nacional, assim como os serviços de segurança escolar, têm garantido a segurança e a tranquilidade dos visitantes.  
Sob o lema “Ler é saber, ler é crescer\", o Jardim do Livro Infantil em Luanda tem no programa de actividade para hoje, às 10h00, a Sopa de Letras, uma parceria com a Biblioteca Nacional de Angola, com a narração de um conto. Às 11h00, a tenda das Letras faz o lançamento dos livros “Os Animais de Duas Gibas\", de Maria Eugénia Neto, e “Estrelinhas\", de Rosalinda de Oliveira.
Ao final da tarde são realizados espectáculos de teatro, dança e música. Para as 18h30 está reservada uma sessão de cinema com apresentação de um filme infantil e entrega de diplomas de participação aos expositores.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA