Cultura

David Capelenguela homenageia mulheres

Roque Silva

O livro de poemas “Ego do Fogo” de  autoria de David Capelenguela é dedicado às mulheres, e foi apresentado, terça-feira, na sede da União dos Escritores Angolanos (UEA), em Luanda.

Fotografia: DR


 “Ego do Fogo” é um tributo às mulheres de todo o mundo, referiu o autor em declarações ao Jornal de An-gola, pela sua importância nas sociedades enquanto se desdobra numa pluralidade de acções enquanto um único ser.
 Os poemas de David Capelenguenha, neste livro de 115 páginas, editado pela Triangularte, abordam, entre outras questões do quotidiano, a força, a dedicação e a capacidade das mulheres enquanto mães, esposas, trabalhadoras, gestoras e líderes.
 O autor, que também re-serva o seu tempo para cantar temas populares, considera o livro como a sua humil-
de contribuição e reconhecimento por tudo que as mulheres representam na humanidade.
“Mais do que simples elogios, as mulheres carecem de maior estímulo visando a protecção do seu carácter de múltiplas funções por si desempenhadas. Elas são o exemplo de capacidade e o espírito de acções várias que desenvolvem, por isso devem ser estimuladas”.
David Capelenguela tem publicado os livros “Gravuras d’ Outro Sentido”, “Vozes Ambíguas”, “Tipo-Grafia Lavrada”, “Véu do Vento”, “Acordanua” e “Verso Vegetal”. Licenciado em Direito, pela Universidade Agostinho Neto, em Luanda, David Capelenguela está vinculado ao Jornalismo desde os anos 90. Está ligado a Rádio Lunda Sul, tendo passado pelas rá-dios Namibe, Huíla, Cune-ne, e colaborado no Jornal de Angola e na Angop.

Tempo

Multimédia