Cultura

"Diário de um exílio sem regresso"sai com carta de Martin Luther King

A Mayamba Editora e a família de Deolinda Rodrigues “Langidila”, apresentam sexta-feira, às 16h30, na União dos Escritores Angolanos, em Luanda, o livro "Diário de um exílio sem regresso", 2ª edição revista e actualizada, que inclui “Carta de Martin Luther King a Deolinda Rodrigues”.

Fotografia: EDIÇÕES NOVEMBRO

O livro, com 256 páginas e pertença da colecção Biblioteca da História, vai ser apresentado pelo nacionalista Julião Mateus Paulo “Dino Matross”.
Citando Jacinto Fortunato, contemporâneo de Deolinda Rodrigues, num texto datado de 16 de Março de 2003, sob o título “Deolinda Rodrigues (Langidila) – O perfil de uma lutadora indomável”, (páginas 17 e18), “Deolinda, como nós a chamávamos, rompeu com os preceitos conservadores da sociedade colonial que reservavam à mulher um papel secundário e submisso e fez da luta de libertação – pelo pragmatismo da guerrilha – o caminho mais justo para se atingir a total emancipação dos angolanos do servilismo e das oportunidades desiguais."

Tempo

Multimédia