Escritor Fernando Pessoa homenageado em Luanda

Roque Silva
8 de Junho, 2016

Escritores e poetas consagados e emergentes e diplomatas acreditados em Angola recordam hoje, às 18h30, no Camões-Centro Cultural Português, em Luanda, o poeta português Fernando Pessoa, durante um recital de poesia, no âmbito de mais um aniversário natalício, a ser celebrado no dia 13.

Declamadores de diferentes gerações recitam alguns poemas de maior destaque do poeta português, numa homenagem promovida pelo Movimento Lev’Arte, que se extende para outras províncias com espectáculos de teatro e música.
O  escritor e poeta José Luís Mendonça representa a classe dos poetas nacionais consagrados a dar voz a um dos 12 textos de Fernando Pessoa.
Nguimba Ngola, Elizangela Rita, Kardo Bestilo, Alice Cruz, Kátia Santos, Suzanette Pires, Helena Dias, Marcos Jinguba, Olívia Gomes e Katyla são os jovens poetas que participam na actividade. O embaixador de Portugal, João Caetano da Silva, garantiu a sua presença.
Carlos Eva, responsável do Movimento Lev’Arte, disse ao Jornal de Angola que representantes das embaixadas do Brasil, dos Estados Unidos e da França acreditados em Angola estão por confirmar presença.
O evento tem  a animação teatral garantida por Zola, Jéssica e os Meninos, e musical, pelos trovadores Wilmar Nakeni, Winnie Osnofa e Sebastian. Iniciativas culturais alusivas ao aniversário de Fernando Pessoa são ainda realizadas hoje nas representações do Movimento Lev’Arte na Huila, Moxico, Namibe, Cunene e Cuando Cubango.
A obra de Fernando Pessoa, falecido em Novembro de 1935, continua a fascinar e despertar o interesse de críticos e estudiosos pela vasta obra de poesia, ficção, teatro, filosofia e teoria. Considerado o mais importante e universal poeta  português do século XX, foi o nome maior do Movimento  Modernista, em Portugal.
Fernando Pessoa escreveu poesias recorrendo a nomes fictícios, como Vicente Guedes, Álvaro de Campos, Ricardo Reis, Alberto Caeiro e Bernardo Soares. Este último, é o autor do “Livro do Desassossego”, considerada uma das maiores referências da sua obra.
Através dos autores fictícios, o artista conduziu uma profunda reflexão sobre a relação entre verdade, a existência e a identidade.
Fernando Pessoa viveu parte da sua infância e adolescência na África do Sul, onde fez a instrução primária e o ensino secundário.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA