História de Angola em livro

Roque Silva |
10 de Setembro, 2016

Fotografia: Roque Silva

A história de Angola registada na véspera da Independência é retratada pela escritora Cremilda de Lima, no livro infanto-juvenil, intitulado “Tetembwa ya dipanda”, apresentado ontem, na União dos Escritores Angolanos, em Luanda, numa cerimónia que contou com a presença de estudantes do I ciclo do ensino secundário.

O livro, cujo título em português significa “Estrela da independência”, é um retrato resumido de factos desencadeados pelos angolanos antes e depois da “dipanda”, visando o seu alcance.
A história relata o imaginário dos angolanos com ansiedade de verem o país livre do colonialismo, os aspectos marcantes dos momentos um dia antes da proclamação da Independência, em 1975, e os festejos dos seus 40 anos.
O livro tem um carácter pedagógico claro, a julgar pelo casamento entre a história e as ilustrações de Victorino Kiala.
A história começa com um conto sobre o ambiente de drama e conflito que o país viveu nas primeiras horas do dia 10 de Novembro e termina nas comemorações alusivas aos 40 anos da Independência.
O livro regista diálogos entre o soba Mukutu, personagem principal, e crianças e adolescentes, diante de um bolo com 40 velas, onde as 18 províncias se fazem representar com produtos oriundos das suas terras aráveis.
O octogenário divide as histórias que viveu e recolheu de antigos combatentes. O soba Mukutu apresenta, no final da história, uma preocupação às crianças sobre o futuro de Angola. A história marca a vida de todos os angolanos, daí a necessidade de dividi-la com os mais jovens, disse a escritora ao Jornal de Angola. Para Cremilda de Lima, a leitura é uma forma de melhorar os conhecimentos das pessoas e para que as crianças e jovens percebam isso é necessário haver incentivo e motivação dos adultos.
Os progenitores e professores têm as suas responsabilidades por serem encarregados de educação, mas o Estado deve apostar em políticas, reforçou a autora.
O livro, lançado no ano passado em Portugal, foi editado para comemorar os 40 anos da Independência.
Cremilda de Lima é autora dos livros “A colher e o génio de canavial”, “A kyanda e o barquinho de Fuxi”, “O maboque mágico”, “O embondeiro que queria ser árvore de Natal”, “A missanga e o sapupo”, “O nguiko e as mandiocas”, “A velha sanga partida” e “Mussulo uma ilha encantada”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA