Cultura

Isced do Uíje publica trabalhos científicos

Nicodemos Paulo |Uíje

O Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) do Uíje “está disponível para apoiar a publicação dos trabalhos de fim de curso dos estudantes”, disse o decano da instituição, Ciro Francisco Caetano, durante a apresentação, anteontem, de “Percursos Espinhosos”, do general Pedro Benga Lima “Foguetão”.

 

O Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) do Uíje “está disponível para apoiar a publicação dos trabalhos de fim de curso dos estudantes”, disse o decano da instituição, Ciro Francisco Caetano, durante a apresentação, anteontem, de “Percursos Espinhosos”, do general Pedro Benga Lima “Foguetão”.
“Os estudantes do ISCED fazem trabalhos de grande valor científico, que teríamos muito interesse em editar”, disse, mas acrescentando que isso depende da vontade dos próprios investigadores.
Gabriel Cabuço, que apresentou a obra de Pedro Lima “Foguetão”, disse que “Percursos Espinhosos” é um “contributo para o estudo da luta de libertação nacional”.
“As memórias do general Foguetão são parte do seu papel na luta de libertação nacional, ao lado dos guerrilheiros do MPLA”, afirmou.
Pedro Benga Lima “Foguetão, nasceu em Kindombe, município do Bembe, a 8 de Janeiro de 1949. Ingressou no MPLA em 1965, tendo frequentado vários cursos militares na Coreia do Norte, Rússia e Brazzaville.
Licenciado em economia pela Universidade Agostinho Neto, já exerceu as funções de chefe do Estado-Maior na quarta Região Militar (Huambo), e de governador da província do Bengo. Actualmente acumula os cargos de Presidente e Director Geral da empresa Simportex. 
A apresentação da obra enquadrou-se nos festejos dos 92 anos da cidade do Uíje, assinalado a 1 de Julho. O livro tem 22 capítulos, distribuídos em 231 páginas. Com tiragem de 2000 exemplares, foi editado pelo Instituto Nacional do Livro e do Disco (INALD).

Tempo

Multimédia