Jardim do Livro Infantil regista números positivos

Roque Silva |
1 de Julho, 2014

Fotografia: Paulino Damião

O Secretário de Estado da Cultura afirmou, domingo, na Praça da Independência, em Luanda, que o Jardim do Livro Infantil é um dos mais importantes projectos públicos realizados em Angola e este ano a iniciativa provou isso, com um número positivo de visitantes que acorreu aos diversos espaços de exposição.

Cornélio Caley informou, no acto de encerramento da VII edição do projecto, que decorreu nas 18 províncias, que o projecto é uma oportunidade para lançar as bases do desenvolvimento do país.
O responsável disse que a presente edição obteve resultados positivos e permitiu superar as anteriores. “As capitais de algumas províncias apresentaram números animadores que permitiram atingir um recorde considerável de visitantes e expositores", adiantou.
Quanto ao número de expositores, o responsável considerou satisfatório, mas ainda insuficiente para a demanda dos visitantes. Para superar tal deficit, disse, pretende-se aumentar os parceiros privados nas próximas edições.
Para Cornélio Caley, os angolanos devem orgulhar-se com a realização regular do Jardim do Livro Infantil. “Esta iniciativa é uma oportunidade de lançar as sementes para termos uma próxima geração de talentos melhor, com os conhecimentos adquiridos nos livros. Angola está de parabéns por realizar a feira com regularidade", disse o responsável.
   
Visitas em Luanda

O comissário do Jardim do Livro Infantil de Luanda disse que o balanço dos quatro dias é positivo, devido a visita de mais de 20 mil pessoas, dentre as quais sete mil crianças, de escolas públicas e privadas, infantários e centros de acolhimento.
Venâncio Kalutangue confirmou também o lançamento de 220 títulos e a participação de mais de 50 expositores na 7ª edição do Jardim do Livro Infantil de Luanda. O último dia da feira registou uma presença massiva de crianças e adolescentes, que com os seus encarregados foram à Praça da Independência no período da tarde. Mas a manhã ficou marcada pela fraca presença de público. Todos os expositores convidados receberam diplomas.

Destaque do dia

A escritora Maria Eugénia Neto foi uma das convidadas de honra do último dia, onde autografou a segunda edição dos seus livros, “Os animais de duas Gibas" e “A montanha do sol", editados pelo Instituto Nacional das Indústrias Culturais (INIC).

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA