Jardim do Livro satisfaz leitores e governantes


5 de Julho, 2016

Fotografia: João Gomes

Um festival de vozes religiosas, que juntou quatro grupos corais de distintas igrejas, marcou o encerramento, domingo, na província da Huíla, da décima edição da Feira Literária e de Artes “Jardim do Livro Infantil”.

Mais de quatro mil crianças presenciaram a cerimónia de encerramento, que decorreu defronte ao Jardim da Sé Catedral do Lubango, durante três horas. Animaram o acto os grupos corais das igrejas Metodista, Profética Vencedora no Mundo, Tocoista e Evangélica de Angola, que ressaltaram nas suas canções mensagens sobre a importância da expansão da palavra divina e do respeito pelos 11 compromissos sobre os direitos e deveres da criança.
Em declarações à Angop, a directora provincial da Cultura, Maria Marcelina Gomes, considerou o encontro positivo, por ultrapassar as expectativas, desde o nível de organização à afluência massiva de crianças, pais e encarregados de educação e de todas as pessoas envolvidas na feira.
Sob o lema “A cultura fortalece a nação - mais cultura e mais Angola”, a feira divulgou mais de cinco mil obras literárias de autores nacionais e estrangeiros, assim como permitiu a realização de oficinas de pintura, cestaria e escultura, incluindo actividades de cultura geral e venda de discos infantis. O evento teve a participação de 25 expositores.

Malanje

O director provincial de Malanje da Cultura, José da Costa Gaspar, reiterou o compromisso do Governo de continuar a apoiar as crianças, através da promoção da leitura. O responsável fez esse pronunciamento no acto de encerramento da Feira do Livro Infantil. “Queremos deixar expresso que é um compromisso que assumimos, dentro do plano de desenvolvimento do país, tendo como prioridade as crianças, para que o país tenha homens íntegros”, disse José da Costa Gaspar.
A feira que iniciou a 30 de Junho, com a exposição e venda de livros de géneros literários infanto-juvenis, serviu para a promoção da leitura e a descoberta de novos talentos.

Luanda


O concurso de leitura dirigido aos alunos de várias escolas primárias marcou a Feira do Livro Infantil, edição 2016, do município de Belas, em Luanda, de acordo com o balanço da administradora adjunta para a Área Social e Política, Antónia Ferreira.
A governante informou que houve uma exposição e  venda de uma centena de livros, disponibilizados pelas  livrarias da circunscrição.
A feira decorreu no Átrio do Nova Vida e serviu para divulgação e transmissão de conhecimentos, quer às crianças, quer aos pais e encarregados de educação.
Antónia Ferreira considerou o Jardim do Livro como um local de oportunidades para incutir e despertar o gosto pela leitura, conhecer mais vocábulos e a escrita correcta, por isso apelou aos pais no sentido de apostarem na compra de livros para os filhos. Durante os três dias, as crianças visitantes assistiram dança, peças de teatro, ouviram histórias e participaram em vários concursos académicos.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA