Lançado o projecto "Leituras Públicas"


12 de Junho, 2015

O reforço dos métodos de incentivo à leitura infantil foi defendido, ontem, em Luanda, a vice-presidente da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda (CACL).

Maria Rita sugeriu o aumento de histórias para crianças em formato multimédia durante o lançamento do projecto “Leituras Públicas”, na União dos Escritores Angolanos, e explicou que o acesso a histórias no formato multimédia é mais interessante para as crianças, contrariamente ao método normal, o livro físico. Maria Rita disse haver insuficiência de contos infantis angolanos neste formato, lamentando tal facto. “A grande preocupação nesta vertente é, logicamente, a selecção dos conteúdos que, sem qualquer dúvida, deve ser educativa e positiva”, sublinhou.
Na sua óptica, regista-se na classe infanto-juvenil um “desinteresse pela leitura” e o surgimento do projecto pode cobrir essa deficiência.
O projecto “Leituras Públicas” é realizado conjuntamente pela Comissão Administrativa da Cidade de Luanda e a União dos Escritores Angolanos.
A ideia, segundo a organização, é despertar o interesse das crianças para a importância da leitura no desenvolvimento psicomotor do ser humano, por intermédio de actividades músico-culturais.
O projecto decorre até ao final deste mês e inclui encontros nos distintos municípios de Luanda.
No encontro desta quarta-feira, na União dos Escritores Angolanos, a organização juntou 57 crianças do Lar Kuzola e escritores de contos para crianças, com destaque para Cremilda de Lima e Yola Castro.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA