Literatura angolana no Brasil


8 de Agosto, 2014

Fotografia: Paulino Damião

A actual evolução das letras angolanas vai ser apresentada aos leitores brasileiros, de 22 a 31, na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, considerada a mais importante feira de literatura da lusofonia.

O convite, feito no âmbito de um programa para o fomento do livro e da leitura, criado pela organização da iniciativa, sobre a denominação “Ler Angola”, vai permitir aos 800 mil visitantes conhecerem um pouco mais a produção literária nacional.
Entre os escritores convidados para apresentar os seus livros na feira, para promoverem e divulgarem a literatura angolana, constam nomes como Pepetela, Manuel Rui Monteiro, Mena Abrantes, Luís Fernando, Ismael Mateus e Ana Paula Tavares.
Durante a actividade, informou a organização, vão ser ainda realizadas palestras sobre os principais projectos, em curso ou futuros, para a promoção da leitura e da escrita em Angola, no intuito de criar parcerias entre o país e as outras comunidades internacionais convidados para a bienal.
O programa “Ler Angola”, explicou a organização, visa promover a literatura nacional, através de iniciativas como a reedição de obras de referência, a publicação de inéditos de autores da nova geração e a realização de programas de leitura nas comunidades, que sejam capazes de tornar os livros mais acessíveis.
A 23ª Bienal do Livro de São Paulo decorre no pavilhão de Exposições do Anhembi, com uma programação abrangente, na qual vão ser incluídas actividades para a promoção da literatura. A feira vai reunir as principais editoras, livrarias e distribuidoras brasileiras, num total de 480 expositores, de vários países, que vão apresentar aos 88 mil visitantes os seus mais importantes lançamentos.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA