Livros de autores nacionais apresentados em Portugal


24 de Fevereiro, 2015

Fotografia: Paulino Damião

Vários autores angolanos participam de amanhã até o dia 28, na Póvoa do Varzim, norte de Portugal, na 16ª edição das Correntes d’Escritas, encontro dos autores de expressão ibérica.

Um comunicado de imprensa da União dos Escritores Angolanos (UEA) afirma tratar-se de “um espaço privilegiado de potenciação da tradução de livros em português para espanhol e vice-versa”.
O mesmo comunicado anuncia que a UEA “pretende apresentar livros capazes de mostrarem os 40 anos da história da literatura angolana”.
A delegação angolana, chefiada pelo secretário-geral da UEA, Carmo Neto, participa também em debates e visita algumas escolas de Varzim.
Paralelamente ao encontro de escritores, a UEA tenciona entregar livros de escritores angolanos, sobretudo antologias traduzidas em árabe, inglês e italiano, ao Centro de Estudos Comparados da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e ao Instituto Universal de Literatura.
O comunicado lembra ainda que nas Correntes d’Escritas são apresentados livros, realizadas sessões de teatro e cinema e uma exposição de arte.
Também há uma Feira do Livro, mas dos momentos mais importantes é a o anúncio, na quinta-feira, no Casino da Póvoa, do vencedor do Prémio Literário Casino da Póvoa, no valor de 20 mil euros.
Ao vencedor é também entregue uma réplica da lancha poveira, símbolo da cidade e do mar entre os diferentes povos.
O livro premiado é escolhido por um júri ibero-afro-americano entre dez trabalhos finalistas seleccionados a partir de centenas de obras recentemente editadas.
Durante a cerimónia é também atribuído o Prémio Correntes D’Escritas/Papelaria Locus destinado a jovens escritores entre os 15 e 18 anos.
Entre os vencedores do Prémio Literário Casino da Povoa conta-se o angolano Ruy Duarte de Carvalho, já falecido, com o livro “Desmedida”.
Também são atribuídos os prémios literários Conto Infantil Ilustrado Correntes d’Escritas, destinado a professores e alunos do 4º ano do ensino de base, e Fundação Luís Rainha Correntes d’Escritas para romances, ou contos, cuja temática seja a Póvoa de Varzim.
A autora angolana Ana Paula Tavares faz parte do júri desta edição do concurso.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA