Metropolitan de Nova Iorque cancela ópera


23 de Junho, 2014

A Metropolitan Opera de Nova Iorque anunciou na quarta-feira que cancelou os seus planos de apresentar ao vivo a ópera “A Morte de Klinghoffer” nos cinemas, pelo receio de insuflar o anti-semitismo em todo o mundo.

Esta decisão foi justificada pelo receio das repercussões que pode ter a obra musical de John Adams, sobre o sequestro do navio de cruzeiro Achille Lauro por militantes palestinos em 1985, durante o qual um passageiro judeu idoso e deficiente, Leon Klinghoffer, foi morto. “Estou convencido de que a ópera não é anti-semita”, disse Peter Gelb, o director-geral da companhia, em comunicado.
“Mas também me convenci de que existe uma preocupação genuína na comunidade judaica internacional de que a transmissão ao vivo de ‘A Morte de Klinghoffer’ não seja apropriada nesta época de anti-semitismo crescente, especialmente na Europa”, explicou o director-geral da companhia musical.
A exibição da ópera, que estreou em 1991, estava marcada para 15 de Novembro e faz parte da série “Ao Vivo em HD” da companhia, que transmite as suas apresentações em cinemas dos Estados Unidos e em países da Europa, América do Sul e Ásia.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA