Cultura

“O Reino das Casuarinas” reeditado chega às bancas

Um total de duas mil unidades foi o número de exemplares tirado para a segunda edição do livro “O Reino das Casuarinas” do escritor José Luís Mendonça apresentado terça-feira, em Luanda , no Camões - Centro Cultural Português.

José Luís Mendonça apresentou na terça-feira a reedição do livro no Camões
Fotografia: Francisco Miudo | Angop

Lançada pela primeira vez em 2014, a obra foi apresentada com o intuito de responder à solicitação dos leitores.
Com a chancela da “Texto Editores” são abordados no livro episódios que marcaram a história da guerra colonial até a independência, passando pelo conflito interno que perdurou largos anos. Em declarações à Angop, José Luís Mendonça relembrou que a obra relata a história de sete angolanos vítimas da síndrome da amnésia auto-adquirida, provocada por traumas devido à  experiência de guerra, no período compreendido entre 1961 e 1987.
Durante o internamento no Hospital Psiquiátrico de Luanda, o grupo decide evadir-se para fundar um Estado na floresta da Ilha de Luanda, denominado Reino das Casuarinas, explicou o escritor que  pretende com esta reedição satisfazer a procura e, sobretudo, contribuir para que os jovens possam adquirir o livro e que a obra seja objecto de estudo nas academias. Segundo ele, a satisfação de um escritor reside em saber que a sua obra foi aceite e está a ser lida.
O escritor José Luís Mendonça nasceu em Angola, no dia 24 de Novembro de 1955.

Tempo

Multimédia