Obras de Shakespeare são descobertas


10 de Abril, 2016

A Universidade de Oxford anunciou a descoberta, numa ilha escocesa, de um exemplar do chamado “First Folio” de William Shakespeare, considerado o primeiro livro que reuniu as 36 obras do escritor.


A obra, publicada em 1623, foi considerada autêntica por Emma Smith, professora de estudos shakespearianos da Universidade de Oxford, o que faz deste exemplar um dos livros mais valiosos do Mundo. A descoberta, que coincide com o aniversário de 400 anos da morte de Shakespeare, a 23 de Abril de 1616, eleva para 234 o total de exemplares de “First Folios” existentes. O livro foi encontrado na chamada Mansão Mount Stuart, na ilha escocesa de Bute, onde vai ser exposto ao público. A obra, em três volumes, pertenceu a um editor literário do século XVIII, Isaac Reed.
Segundo a investigação, o exemplar em pele de cabra é “incomum, porque tem três volumes e muitas páginas em branco que poderiam ter servido para as ilustrações”.
O livro é parte da colecção Bute, uma das colectâneas privadas de arte mais importantes do Reino Unido, preservada na mansão de Mount Stuart. O “First Folio” foi publicado pela primeira vez em 1623.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA