Último livro de "O Século" em espanhol


7 de Outubro, 2014

Fotografia: DR

O escritor Ken Follett terminou a sua trilogia “O Século”, com o lançamento da versão espanhola do livro “No Limiar da Eternidade”, um romance sobre o século XX.

O britânico disse, no lançamento, que escreveu o novo livro tendo em conta a diversidade de leitores. “Na verdade todos os leitores do mundo são iguais, desde a Dinamarca, ao Brasil, ou à Sérvia, porque todos têm as mesmas preocupações”, realçou o autor de “Os Pilares da Terra”.
Na lista dos livros mais vendidos, em “No Limiar da Eternidade” o autor termina o seu ambicioso projecto, que começou há sete anos com a edição de “A Queda dos Gigantes” e “O Inverno do Mundo”, títulos que venderam 12 milhões de exemplares.
No total, conta, foram precisas três mil páginas e sete anos de trabalho para escrever este livro sobre o século XX, mais precisamente dos períodos de 1914-1989, no qual fala um pouco da guerra dos Aliados contra a Alemanha nazi, o Vietname, a Guerra Fria, Cuba, a luta dos afro-americanos, a guerra civil espanhola, a Sibéria e a queda do muro do Berlim.
“Decidi que este projecto ia durar sete anos e consegui, mas demorei muito, porque foi um trabalho muito duro, sete dias por semana”, reconheceu. “Não sou como García Márquez, que dizia que escrevia de manhã e lia pela tarde. Eu emprego toda a jornada”, confessou.
Depois de passar por todo o século XX, diz que a sua sensação é “que todo o século foi uma luta pela liberdade: das mulheres, ou contra um Kaiser, ou czar, assim como a dos afro-americanos. Há muitas pessoas que lutaram para conseguir direitos e liberdade, apesar do sofrimento. Isso faz-me ser optimista enquanto ser humano”, disse. “Convido o leitor a fazer comigo esta viagem, para ver como são as pessoas, as suas emoções e experiências. No final, se alguém tem de tirar uma conclusão é o leitor”, explicou.
Ken Follett, que também se mostrou partidário das redes sociais, anunciou que está já a escrever um novo romance passado em Kingsbridge, onde situou “Os Pilares da Terra”, embora desta vez a história se passe quatro séculos mais tarde, no séc. XVI.
Mas outra das grandes notícias é que esta trilogia “O Século” vai ser adaptada à televisão pela Sony e o canal ABC.
“O argumento já está a ser escrito. Foi bem adaptado e gostava de entrar nele”, adiantou Ken Follett.
O responsável pelo projecto, adiantou, é Michael de Luca, produtor de “A rede social” e “Capitão Phillips”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA