Lopito Feijóo fala sobre literatura africana


21 de Setembro, 2016

Fotografia: Paulino Damião

O escritor Lopito Feijóo encontra-se no estado brasileiro de São Paulo onde vai participar de duas conversas sobre literaturas africanas na festa literária da zona Sul, que decorre naquela cidade desde o passado dia 12 até o próximo sábado.

Na casa de cultura do Campo Limpo, o escritor angolano aborda numa primeira mesa, “A actualidade literária nos países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP) e amanhã no mesmo local, às 18 horas, a conversa tem como tema “Os escritos afro brasileiros,  a literatura dos PALOP e o seu enquadramento  no continente africano”.
A festa literária da zona Sul de São Paulo, sob o lema “Gente que lê une e transforma”, acontece em todos os meses de Setembro e nesta edição conta com a participação de renomados intelectuais e artistas da América Latina, do Brasil e do continente africano.
A iniciativa comporta várias actividades como conversas e oficinas literárias, encontros com autores, lançamento de livros, espectáculos de dança, teatro, cinema e música, além de uma feira de livros, que tem como especial convidada a escritora Raquel Trindade,  activista da cultura negra, artista plástica,  poeta, coreógrafa e bailarina,  que este ano completou 80 anos de idade e 70 de carreira artística.
Lopito Feijóo nasceu em Malanje, licenciou-se em Direito na Universidade Agostinho Neto e foi deputado na Assembleia Nacional. É co-fundador da Brigada Jovem de Literatura de Luanda e membro da União dos Escritores Angolanos. O escritor publicou o seu primeiro livro de poemas com o título “Entre o écran e o esperma”, que recebeu uma “Menção Honrosa” no concurso de literatura “Camarada Presidente”, promovido pelo extinto Instituto Nacional do Livro e do Disco (Inald), actual Instituto Nacional das Indústrias Culturais.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA