Cultura

Luanda Cartoon prioriza nacionais

Roque Silva |

As melhores criações  produzidas no país em termos de Banda Desenhada e Animação são expostas a partir de hoje, às 18h30, no Camões - Centro Cultural Português, numa exposição colectiva do 14.º Festival Internacional de  “Luanda Cartoon”, que decorre até  dia 1 de Setembro.

Festa do Cartoon com a participação apenas de nacionais
Fotografia: Paulino Damião | Edições Novembro

O 14.º Festival Internacional de Banda Desenhada e Animação  "Luanda Cartoon " que abre hoje, privilegia a produção nacional, com uma exposição central colectiva apenas de trabalhos de artistas angolanos, com posta por banda desenhada e caricatura, com trabalhos de 32 artistas consagrados e da nova geração, na qual se destacam obras do Estúdio Olindomar, de Horácio Dá Mesquita, de Carnot Júnior, de Tchê Gourgel, de Paulo Airosa, de Carlos Alves e de Abraão Eba.
Caricaturas ao vivo, lançamentos, vendas e assinatura de revistas, álbuns e franzines preenchem a programação de amanhã até domingo, das 8h30 às 18h00, no Camões.
O destaque recai para a apresentação do álbum  “Regina”, da escritora Fátima Fernandes, da 3.ª edição da revista  “Barata”, do estúdio Olindomar, e do livro de banda desenhada  “O Salomão”, de Teles Gincarte.
 “Regina”, com ilustrações de Altino Chendele, é apresentado na sua segunda edição, um álbum em formato A4, que retrata os primeiros dias de aulas da personagem Regina,  filha da autora.
A terceira edição da revista  “Barata”, do estúdio Olindomar, publica  desenhos de artistas nacionais e estrangeiros. O livro de BD  “O Salomão” é uma aventura em estilo cómico.
O Ciclo de Cinema Animado, a decorrer de 28 a 1 de Setembro, no auditório Pepetela, vai exibir, das 15h00 às 18h00, curtas-metragens de autores nacionais e filmes de longa-metragem portugueses. Uma conversa sobre Banda Desenhada é realizada no dia 1 de Setembro, às 19h00, no Camões.

Tempo

Multimédia