Mães são homenageadas no palco da Liga Africana

Roque Silva |
9 de Abril, 2015

Fotografia: Paulino Damião|

O grupo de teatro Fortaleza leva à cena, hoje, às 18h30, na Liga Africana, em Luanda, o espectáculo “Minha Sogra, Minha Rival”, uma mistura de melodrama que descreve uma relação conturbada entre uma jovem e a sua sogra.

O espectáculo marca a estreia do grupo no Festival de Teatro da Paz (Festeapaz) e fala de uma relação pressionada pelas atitudes da mãe do esposo. O casal vive com os pais do jovem e este é constantemente influenciado pela sua progenitora.
Elaine Sayombo, actriz que interpreta o papel de nora, disse que o espectáculo foi montada para reflectir em torno das atitudes dos sogros que tentam controlar as relações conjugais dos filhos.
A ideia, referiu, é explicar aos pais que um genro é também um filho. “Nos dias de hoje, muitos casais dividem o tecto com os pais e os seus problemas têm muita interferência dos progenitores”.
O grupo Fortaleza é integrado por antigos actores dos grupos Horizonte Njinga Mbande, Elinga Teatro e Diassonama. O grupo estreia em Junho o espectáculo “Um Minuto para Amar”, da autoria de Felisberto Filipe.

Segunda sessão

O grupo Kulonga exibe, às 21h00, na segunda sessão do Festival de Teatro da Paz, o espectáculo “Obrigado, Mãe!”, uma homenagem  às mães e ao combate ao aborto provocado.
Criado por Afonso Diniz “A­mankwa”, a peça homenageia as mulheres com coragem de dar à luz os seus filhos, independentemente das condições financeiras. “Obrigado, Mãe!” foi o terceiro classificado no Prémio Cidade de Luanda, em 2010, e eleito o Melhor Espectáculo do Festival Internacional de Teatro do Cazenga (Festeca), em 2011. Pelo  espectáculo, Amankwa foi eleito, em 2012, o Melhor Actor e o grupo representou o país no Festival de Verão de Maputo, em 2013.
O programa do Festival de Teatro da Paz reserva para amanhã a exibição dos espectáculos  “O Reino da Desigualdade”, da companhia Vozes de África, do Huambo, às 18h30, e “O Namoro”, do Horizonte Njinga Mbande, às 21h00.
Os grupos Nguizani Tuxicane e Julu sobem ao palco da Liga Africana, no sábado, para a exibição dos espectáculos “Cassinda Não Volta Atrás”, às 18h30, e “Vovó Mbaxi e as Histórias do Chamavo”, às 21h00.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA