Mais espaços para graffiters

Manuel Albano |
17 de Outubro, 2014

Fotografia: Domingos Cadência |

O graffiter Belmiro Jorge alertou na quarta-feira, em Luanda, para a importância de se criarem mais espaços para os artistas explorarem melhor os seus talentos e contribuírem para o crescimento e divulgação das artes no país.

Em declarações ao Jornal de Angola, salientou que a arte ainda está em fase de divulgação e afirmação e, por isso, os graffiters estão associados à Brigada Jovens de Artes Plásticas. O graffiti é uma manifestação especial, capaz de suscitar um debate aceso sobre o quotidiano, através da beleza estética das obras, acrescentou.
Os vários movimentos existentes no país, adiantou, têm estado a trabalhar no sentido de tornar o graffiti mais adaptado à realidade angolana, mas, lamentou, é sempre uma manifestação artística duramente criticada. “Geralmente, é interpretada como um rabisco que provoca poluição visual e considerado um acto de vandalismo”, explicou.
Por essa razão, existe uma campanha de sensibilização e mobilização dos jovens praticantes, no sentido de estarem inseridos em associações que defendam os seus interesses.
“O graffiti é uma arte de rua bonita, pela sua qualidade estética quando bem explorada.Ela pode servir de meio de transmissão de conhecimentos e incentivo à preservação de valores culturais”, sublinhou.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA