Cultura

Malavoloneke incentiva os jovens a lerem mais

O secretário de Estado da Comunicação Social, Celso Malavoloneke, aconselhou, na quarta-feira, em Luanda, os jovens a lerem mais, para aumentarem os seus níveis de conhecimento.

Secretário de Estado da Comunicação Social
Fotografia: João Gomes | Edições Novembro

Celso Malavoloneke fez o apelo no decorrer da cerimónia de lançamento do livro de poesia “Paixões e Desencantos”, de Ismael Mateus, no Cine Tropical, em que foi convidado pelo autor para declamar alguns poemas contidos no livro.
Celso Malavoloneke la-mentou  a fraca  presença dos jovens no evento, por isso defendeu um maior interesse  da  nova  geração aos livros, para elevar os níveis de conhecimento.
“Os  livros representam  uma  ferramenta  de  extre-ma utilidade para  o  incremento  do saber”, disse Celso Malavoloneke, que elogiou o escritor e jornalista Ismael Mateus pelo seu contributo  no desenvolvimento  da  literatura.
Os poemas incluídos em “Paixões e Desencantos” re-tratam o desejo carnal como uma metáfora ampliada aos problemas de ordem social e existencial.
Além de Celso Malavoloneke, cerca de duas  dezenas de personalidades  ligadas  ao jornalismo e literatura declamaram poemas. 
O autor, Ismael Mateus, agradeceu aos presentes, por recitaram os poemas da sua autoria.
Ismael Mateus é jornalista desde 1981, e escreve textos de opinião desde 1985, divulgados na Rádio Nacional de Angola, e, posteriormente, na LAC. Colaborou nos jornais “Angolense”, “Cruzeiro do Sul” e “Semanário Angolense”. Em 1992, publicou a colectânea de textos radiofónicos “Bué de Bokas”, edição da Edipress. Em 2000, foi coordenador da colectânea “Angola, a festa e o luto”, lançada por ocasião do 25.º aniversário da Independência Nacional.
Em 2001, publicou o ro-mance “Os tempos de Ya kala Ya”, pela Editorial Nzila. A editora publicou, em 2002, “UNITA que futuro”.

Tempo

Multimédia