Cultura

Manuel Rui participa no Correntes d’Escritas

O escritor Manuel Rui Monteiro participa, de 16 a 27 deste mês, na 20ª edição do Correntes d’Escritas, um prestigiado Festival Literário Por- tuguês, que se realiza anualmente na Póvoa de Varzim, em Portugal.

Escritor foi convidado a participar nesta edição do festival
Fotografia: Paulino Damião| Edições Novembro

Manuel Rui Monteiro foi convidado pela organização do certame para fazer parte do núcleo de participantes do festival, que há 19 anos consecutivos distingue a literatura, os livros, os autores, não fazendo por si só histó-ria. O passo tímido do início, tornou-se seguro, firme e convincente.
“Trouxemos ao país (Portugal) o primeiro festival literário. Queremos que os 20 anos sejam momento de confraternização e de partilha. Mas também de reflexão e debate”, lê-se no convite formulado ao membro fundador da União dos Escritores Angolanos (UEA).
A organização acrescenta que o evento tem contribuído fortemente, através da literatura, para uma maior difusão cultural, para a formação de um público mais crítico e exigente.
Um dia antes da abertura oficial marcada para o dia 19, na presença do Presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, no Cine-Teatro Garrett, o Correntes d’Escritas vai homenagear o escritor José Régio nos 50 anos da sua morte com uma mesa-redonda modera-da por Valter Hugo Mãe. O es-critor português nasceu a 17 de Setembro de 1901 e morreu a 22 de Dezembro de 1969, em Vila do Conde.
Durante a realização da 20ª edição do Correntes d’Escritas vão passar pela Póvoa de Varzim mais de 140 participantes de 20 países, in-cluindo o Prémio Cervantes Sergio Ramírez e o Prémio Camões Germano Almeida.

Tempo

Multimédia