Cultura

Mbimbi lança disco de estreia

Vladimir Prata

A banda Mbimbi lança, amanhã, na cidade de Moçâmedes, capital do Namibe, o seu primeiro CD intitulado “Vamos Brincar”.

Primeiro album do grupo é composto por 13 faixas musicais cantadas em diferentes estilos, como semba, rumba, rock, reggae, sungura e soul
Fotografia: Edições Novembro

O álbum conta com 13 faixas musicais, todas originais, cantadas em diferentes estilos como semba, rumba, rock, reggae, sungura e soul. Cinco mil cópias foram preparadas para esta primeira fase, e cada uma delas vai ser vendida ao preço de 1.500 kwanzas. Faustino Katingo, responsável do grupo e pai dos seis integrantes da banda, informou que das treze músicas apenas seis são de carácter infantil, sendo as demais da sua autoria e cantadas para adultos.

“Pelos conselhos que recebemos, achamos ter sido me-lhor variar as músicas, porque um disco somente infantil, nessa altura, nãoconvinha”, disse, informando que o CD é totalmente acústico, gravado no estúdio MMP, na província da Huíla, e masterizado no Dubai. O local escolhido para o lançamento do disco é a portaria do supermercado Shoprite, depois, dia 11, o grupo vai vender e autografar na marginal de Moçâmedes, recinto onde decorrem as Festas do Mar, espaço que também vai albergar um concerto para apresentação do CD. Em Luanda está agendada para 7 de Abril, na Praça da Independência. Faustino Katingo referiu que a banda tem boa aceitação do público e da imprensa, por isso, algumas canções já tocam nas rádios locais.

O grupo tem um videoclipe exibido em várias ca-deias televisivas. “Temos sido bem-sucedidos sempre que somos solicitados para actuar ao vivo em programas de televisão e noutros eventos, uma vez que as pessoas estão sempre a elogiar a performance dos meninos e forma original como tocam os ritmos de Angola”, disse o pai, orgulhoso do trabalho que tem estado a fazer com os seis filhos.

Lamentou o facto de existirem cada vez menos crianças a fazer música. Apesar disso, elogiou o trabalho que tem sido feito com a NamiBanda, também infantil, e outra em Benguela que está a ser desenvolvida pelo artista Sanjambela. 

“Penso que isso faz bem, por que deste modo podemos rectificar o mal que tem-se observado em festas infantis, onde põem a tocar músicas de adultos”. Faustino Katingo revelou que pretende abrir uma escola de música para crianças, pois tem recebido muitas solicitações de pais que querem ver os seus filhos a tocar um instrumento. “A partir de Abril, depois do lançamento deste nosso disco, estarão reunidas as condições para a abertura da es-cola, porque tenho estado a receber muitos pedidos para ensinar outras crianças a tocar”, disse o agente de mão cheia que toca bateria, guitarra e piano.

História da banda

Depois de ter participado no concurso Estrelas ao Palco, em 2006, com a música “La-dy”, de Leonel Ritch, em que sagrou-se vencedor provincial, continuou a levar a música como actividade diária. Aos poucos percebeu que os filhos se interessavam pelos instrumentos e tinham curiosidade em aprender tocar, daí que decidiu formar uma banda. Em seis meses de trabalho, os três meninos e igual núme-ro de meninas estavam preparados para a primeira actuação, num evento realizado na cidade de Moçâmedes. De lá para cá, a banda “Mbimbi” não parou, desenvolvendo cada vez mais a sua capacidade de execução. Campeão, de 17 anos de idade, é o primogénito que toca bateria. Estudante da 11.ª classe, curso de Ciências Económicas e Jurídicas, toca também guitarra e piano. Avozinha, de 14 anos, estuda a 9.ª classe, toca piano e faz coro na banda. Prazeres, também de 14 anos e estudante da 9ª classe, é o guitarrista da banda, fazendo ritmos e solo. Magui, de 13 anos, estuda a 7.ª classe e toca igualmente piano, auxiliando ainda nos vocais da banda. Guigui é o baixista e tem apenas 12 anos, sendo estudante de 6ª classe. Marina também tem 12 anos, está na 6.ª classe e toca instrumentos de percussão, incluindo tumbas.


Tempo

Multimédia