Melhor dos Tabanka Djaz em concerto em Talatona

Roque Silva
3 de Janeiro, 2015

A banda guineense Tabanka Djaz dá hoje, a partir das 22h30, na Casa da Música, em Talatona, o terceiro e último concerto em palcos nacionais, depois de já ter encantado o público ontem.

No espectáculo, assim como no de ontem, a banda promete actuar até às primeiras horas de domingo. O conjunto, um dos mais conceituados da África lusófona, traz na sua bagagem um repertório com mais de duas décadas de carreira artística.
Mikas Cabral (voz e guitarra), Juvenal Cabral (baixo), Jânio Barbosa e Mimito Lopes (teclas) esperam animar uma vez mais o público com os temas musicais dos discos “Tabanka Djaz”, lançado no mercado em 1990, “Indimigo” (1993), “Sperança” (1996), “Sintimento” (2002) e “Depois do Silêncio” (2013).
Para os espectáculos em Luanda, Tabanka Djaz conta com préstimos dos angolanos Dinho, baterista que participou no último álbum da banda, e o percussionista Galiano Neto.
“O bacu está na moda”, “Indimigo”, “Sperança”, “Sintimento”, “Sub 17”, “Unafiqui” e os sucessos “Foi Assim”, cujo videoclipe foi gravado em Luanda, e “Silêncio”, são os temas de maior expressão do grupo a serem apresentados no espectáculo.
A banda actuou ainda na festa de fim de ano do Dream Space, que teve igualmente Yola Semedo como cartaz.
A banda surgiu em 1988 e ganhou visibilidade nacional e internacional em apenas um ano, depois de uma digressão realizada nos Estados Unidos.
Desde então, os Tabanka Djaz têm realizado concertos regulares em Moçambique, Cabo Verde, Senegal, França, Luxemburgo e Holanda.
Os membros da banda residem em Portugal desde 1997, ano em que foi nomeada para o prémio Ngwomo África, o equivalente aos Grammy africanos.
Os seus primeiros quatro discos levaram o conjunto a conquistar prémios de prata, ouro e platina da Associação Fonográfica Portuguesa.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA