Cultura

Ministério da Cultura aposta na valorização

O Ministério da Cultura pretende transformar o sítio histórico de Mbanza Kongo, antiga capital do Reino do Kongo, num produto turístico cultural, através de uma campanha de promoção da região, no quadro das festividades da sua elevação a património mundial da Humanidade, a celebrar-se no dia 8 de Julho.

Fotografia: DR

O projecto, informou, ontem, o ministério, em comunicado de imprensa, está em fase de execução com a realização de uma campanha de promoção do Centro Histórico e outra de sensibilização, a nível nacional e internacional, sobre a importância da sua protecção.
A campanha, que já levou à colocação de outdoors, em painéis no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, envolve também a distribuição de produtos culturais sobre Mbanza Kongo nas aeronaves da TAAG, de forma a promover o seu património e criar uma sinalética padrão, com informações, sobre todos os sítios históricos e arqueológicos da província.
O programa inclui ainda a formação de guias locais, munidos de técnicas apropriadas, para conduzir uma visita, descrever um local e interagir com um grupo nas diferentes situações do quotidiano, assim como capacitado a formar os habitantes sobre a importância da preservação e valorização do património local.
Além disso prevê-se também a formação de quadros em empreendedorismo voltados ao turismo e de profissionais habilitados para guiar os visitantes.
Durante as festividades, está ainda prevista a realização de uma exposição itinerante, “Mbanza Kongo - Património Mundial - Vestígios da Capital do Antigo Reino do Kongo”, que vai passar por diversas cidades do país, apresentando a história da secular cidade, através de materiais audiovisuais e suportes gráficos.

Tempo

Multimédia