Cultura

Ministra destaca feitos do músico Tó Manjenje

A ministra da Cultura, Carolina Cerqueira destacou, em Luanda, as qualidades do guitarrista Tó Manjenje, falecido a 15 do corrente mês, aos 52 anos, por doença em Benguela, como sendo um exímio defensor da ritma nacional, factor que o levou a conquistar uma das edições do Variante.

Ministra da Cultura Carolina Cerqueira
Fotografia: Jaimagens | Edições Novembro

Numa mensagem de condolências, a ministra recorda que António Hugo de Oliveira Manjenje “Tó”, sepultado na  segunda-feira, no Cemitério Municipal da Catumbela, foi uma figura de grande prestígio nas lides musicais benguelenses, deixando igualmente as suas impressões digitais na formação do grupo Nove Vozes do Lobito.
Exemplo a seguir pelas novas gerações, Carolina Cerqueira realça que o músico desempenhou até 2008, as funções de chefe do Departamento Provincial da Cultura em Benguela, e que neste momento de dor e luto, o ministério endereça à família enlutada sentimentos de pesar.
Em nota fúnebre, o director do Gabinete Provincial da Cultura, Juventude e Desportos e Turismo, Cristóvão Mário Kajibanga, destacou o percurso artístico do malogrado, que procurava manter sempre amizade na convivência com os demais. Em outra mensagem, a União Nacional dos Artistas e Compositores (UNAC) manifestou-se consternada pelo falecimento do músico que tanto contribuiu para o desenvolvimento da cultura angolana.
Tó Manjenje, o popular guitarrista do trio Vikeya e trovador da cidade do Lobito, e cujo estado de saúde frágil não passou despercebido a ninguém devido às sequelas dum acidente vascular cerebral (AVC), faleceu no Hospital Geral de Benguela.

Tempo

Multimédia