Cultura

Ministra quer espírito solidário na UNAC-SA

A ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, apelou quarta-feira, em Luanda, ao espírito de solidariedade e serenidade dos membros da União Nacional dos Artistas e Compositores - Sociedade de Au-tores (UNAC-SA).

Artistas associados vivem momentos de instabilidade
Fotografia: João Gomes | Edições Novembro

Reagindo aos recentes acontecimentos na instituição que culminaram com o afastamento do seu presidente de direcção, Masssano Júnior, na sequência de uma reunião da Comissão Directiva, Carolina Cerqueira avança a necessidade de se garantir o bom funcionamento e a preservação do nome da instituição. Massano Júnior assumiu a direcção da UNAC-SA a 16 de Junho de 2016, depois do então presidente, Arnaldo Calado, ter suspendido o seu mandato por imperativos profissionais decorrentes da implantação imediata da  Câmara de Comércio Angola-China, de que é presidente.

À luz dos estatutos, a Comissão Directiva indicou, na ocasião, Massano Júnior para exercer, interinamente, o cargo de presidente da UNAC-SA, até à realização  de eleições. Num comunicado a que a Angop teve acesso, a titular do Departamento Ministerial da Cultura avança que tem acompanhado o processo, visando assegurar o funcionamento normal da instituição e a realização dos seus fins, sem prejuízo da sua autonomia. A UNAC-SA é uma associação sócio-cultural e profissional, proclamada há 29 anos, que congrega compositores, intérpretes, instrumentistas, actores, coreógrafos e bailarinos.

A organização tem mais de seis mil membros e tem como objectivo a dinamização da dança, teatro e música, assim como a inserção profissional e afirmação social dos seus associados. A UNAC-SA está repre-sentada nas províncias de Cabinda, Zaire, Malanje, Lun-da Norte, Lunda Sul, Moxi-co, Cuanza Sul, Benguela, Huambo, Huíla e Cunene, tendo como sede a província de Luanda.

Tempo

Multimédia