Cultura

Morreu o guitarrista angolano Matumona Sebastião

A cultura nacional, em geral, e a música, em particular, estão de luto. Faleceu na madrugado de ontem, no Hospital Militar, em Luanda, por doença (cancro no fígado), Matumona Sebastião, um dos mais respeitados guitarristas da música angolana e do emblemático conjunto Ngoma Jazz.

Exímio guitarrista faleceu por doença prolongada
Fotografia: DR

A cultura nacional, em geral, e a música, em particular, estão de luto. Faleceu na madrugado de ontem, no Hospital Militar, em Luanda, por doença (cancro no fígado), Matumona Sebastião, um dos mais respeitados guitarristas da música angolana e do emblemático conjunto Ngoma Jazz.
O guitarrista deixou as suas impressões digitais em vários temas musicais, com destaque para “Belita Kiriri” e “Lola”.
Matumona não marcou só as pistas de dança, foi um destacado membro da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo do Mundo “Tocoísta”, onde até aos últimos dias de vida era líder da banda musical e um dos executantes mais respeitados do Nkembo, música de louvor dessa congregação religiosa.
Uma das últimas aparições de Matumona Sebastião aconteceu no ano pas-
sado, numa das edições do projecto Muzonguê da Tradição, realizado no Centro Recreativo e Cultural Kilamba, em Luanda.
O nome de Matumona Sebastião vai estar sempre associado ao Ngoma Jazz, fundado em 1964, por Garcia Kipioca (voz e chocalho), Zé Manuel (voz principal) e Petengué (tumbas), formação que teve outras denominações: Ritmo Jazz (1964), Quinteto Angolano (1965) e Ngoma Jazz (1966).
Matumona Sebastião nasceu no dia 28 de Maio de 1937, na aldeia de Cussupete, Dam-ba, província do Uíje, chega a Luanda em 1946, com nove anos de idade. Cinco anos de-pois, fixa residência em Benguela, onde os pais se desloca-
ram por razões profissionais.
O Ngoma Jazz reapareceu 40 anos depois da última actuação, na II Trienal de Luanda da Fundação Sindika Dokolo, que acedeu à iniciativa de Lito Graça, que passou a colaborar com os elementos dessa formação.
Sebastião Matumona pensava gravar um disco, com temas do conjunto Ngoma Jazz e um outro trabalho discográfico totalmente dedicado à Igreja “Tocoísta”.

Tempo

Multimédia