Cultura

Morreu o trompetista Wallace Roney

Morreu o trompetista americano Wallace Roney, na terça-feira, no hospital de Nova Jérsia , nos Estados Unidos das América, vítima do coronavírus. Wallace Roney é um trompetista de jazz americano, teve lições de Clark Terry e Dizzy Gillespie e, estudou com Miles Davis de 1985, até a morte deste, em 1991.

Fotografia: DR

Roney tocou com Miles Davis, o seu ídolo, com Tony Williams, Herbie Hancock e Ornette Coleman. Deu entrada na passada semana num hospital de Nova Jérsia, com sintomas do novo coronavírus e não resistiu.
Roney, é considerado como um dos grandes trompetistas do jazz norte-americano, da sua geração, teve no icónico Miles Davis, também trompetista e compositor e no baterista Tony Williams, os seus mentores.Nascido em Filadélfia, em 1960, começou a tocar trompete aos sete anos e, antes dos 20 anos, já integrava a sua primeira “big band”. Formou-se na Duke Ellington School of the Arts, na Howard University e no Berklee College of Music. Roney cedo começou a dar nas vistas muito cede no mundo da música.
Em 1981, juntou-se aos Jazz Messengers do lendário baterista Art Blakey, em substituição de Wynton Marsalis, que tinha começado a tocar com outro dos grandes nomes do jazz norte-americano, como Herbie Hancock. No ano seguinte, juntar-se ao grupo do saxofonista Chico Freeman, tocando em simultâneo, nos clubes nova-iorquinos, até que o baterista Tony Williams, o contratou, em 1985.

Tempo

Multimédia