Mostra fotográfica patente no Camões


25 de Outubro, 2014

Um total de 30 quadros elaborados a partir da técnica de impressão fotográfica, da autoria de Filipe Branquinho, Gustavo Lacerda, Kiluanji Kia Henda, Mauro Pinto e Pauliana Pinheiro, estão expostos desde quarta-feira e até ao próximo dia 31, no Instituto Camões - Centro Cultural Português, em Luanda.

Os quadros incidem em temas como o dia-a-dia nalgumas cidades dos países da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa (CPLP) e as transformações sofridas pelo solo após extracção de mineiros.
As técnicas usadas nas obras foram a impressão digital sobre papel mate montado em alumínio, impressão a jacto de tinta sobre papel.
Em declarações à imprensa, o curador da exposição, António Pinto Ribeiro, disse que as obras demonstram a qualidade dos artistas da lusofonia e considerou que esta exposição é uma demonstração de que artistas de vários países podem trabalhar juntos numa só apresentação e reforçou que iniciativas deste genro enriquecem a cultura da CPLP. 
 
Apoio aos criadores

A curadora e arquitecta angolana Paula Nascimento disse, em Luanda, que as fundações existentes na CPLP podem ter um papel activo e importante na gestão da política cultural dos países membros, assim como apoiar os projectos dos artistas ou criadores culturais.
Em declarações à Angop durante o debate “A Circulação dos Criadores Culturais no Espaço da CPLP”, Paula Nascimento disse que este serviu para reflectir a forma como os agentes culturais podem interagir com países membros da comunidade, assim como facilitar a mobilidade dos autores culturais.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA