Murais da Leba ganham dimensão para a pedagogia


15 de Outubro, 2015

Fotografia: Eduardo Pedro

Um grupo de sete artistas plásticos e professores do Complexo de Escolas de Arte (CEARTE) e da Direcção Nacional de Formação Artística (DINFA) participa, a partir de hoje, no projecto “Murais da Leba-Angola 40 Anos”, que decorre desde Agosto último na Serra da Leba.

Durante três dias, os técnicos vão realizar dois seminários nas cidades do Lubango e Namibe, um sobre a “Dimensão pedagógica da arte mural”,   ministrado por Manuel Mukanda, e outro subordinado ao tema “CEARTE: um complexo de oportunidades de talentos e formação técnica artística em Angola”, que  tem como prelector   Lukulu Zola.
O grupo, apoiado pelo Ministério da Cultura, é integrado pelos artistas Massongi Afonso, coordenador técnico, Adão Mussungu, Manuel Ventura, Agostinho João José e Luís Varela, este último de nacionalidade cubana, professor do curso de Artes Plásticas no Complexo de Escolas de Arte.
Lukulu Zola, chefe da delegação, referiu que um dos principais objectivos da intervenção é divulgar o papel do Complexo de Escolas de Arte em todo processo de formação técnico-artística, o grupo vai  executar   uma maqueta que realça os símbolos e figuras históricas nacionais, como a bandeira de Angola, Rainha Ginga, como elementos culturais da região para apoiar a pintura nos Murais da Leba.
O director artístico dos “Murais da Leba-Angola 40 Anos”, Thó Simões, sublinhou o esforço do Ministério da Cultura que, apesar das dificuldades, decidiu apoiar a deslocação da caravana à Serra da Leba.
“É de louvar esta iniciativa do Ministério da Cultura que desde o princípio manifestou a intenção de ver participar no projecto os técnicos da Direcção Nacional de Formação Artística e do Complexo de Escolas de Arte, quer na pintura dos murais quer na realização de vários seminários, mas que por razões financeiras só agora o pode fazer, ainda que com muitas limitações”, disse, destacando igualmente a colaboração dos Governos provinciais do Namibe e da Huíla.
O projecto “Murais da Leba-Angola 40 Anos” pretende pintar murais em seis mil metros de parede na Serra da Leba, realizar  seminários de arte e realizar de um festival músico-cultural na Praça das Mangueiras, na Estrada Nacional 280.

Visita de jovens

Um total de 75 jovens ligados a várias organizações juvenis do Namibe, efectuam amanhã, no período da manhã, uma visita guiada aos Murais da Leba, numa iniciativa da direcção da Juventude e Desportos desta província.
A acção enquadra-se no programa de ocupação dos tempos livres da juventude e visa, para além de proporcionar aos jovens momentos de lazer, a divulgação dos trabalhos que tem sido desenvolvidos por vários artistas plásticos para a melhoria visual das paredes montanhosas da Serra da Leba, disse o director provincial da Juventude e Desportos, Edgar Gabriel. “O objectivo é mostrar os Murais da Leba, visando a promoção do respeito e valorização das artes de pintura orientada. Nos locais e bens públicos, bem como desencorajar a prática da pintura desrespeitosa ao longo das estradas e não só, perpetrada principalmente por jovens.”

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA