António Paulino prepara disco

Manuel Albano |
21 de Outubro, 2015

Fotografia: Dombele Bernardo

António Paulino anunciou, ontem em Luanda, o lançamento em Fevereiro de 2016, do seu quarto disco intitulado “Kala u kolocota”, com temas antigos e inéditos.

Em declarações ao Jornal de Angola, o músico disse que o disco inclui temas baseados na importância do resgate dos valores morais e cívicos na sociedade, como forma de preservar os bons hábitos e costumes nas famílias angolanas, com particular destaque para as tradições das províncias de Malanje, Bengo e Luanda.
Explicou que o duplo disco é totalmente acústico e foi produzido em Luanda. O primeiro disco tem 30 temas antigos com destaque para as canções “Joana”, “Balabina”, “Ponta pé” e “Gi Henda dia Mamã”, enquanto “Muatu munhó”, “Sonhé giami” “Sumba leié” e “Ben jingala” são alguns dos temas inéditos do segundo disco, todos interpretados em quimbundo.
“Procuro aproximar os temas a realidade actual da sociedade angolana, como forma de despertar as ocorrências negativas que têm desestruturado as famílias”, disse António Paulino, tendo realçado que muitas pessoas vão rever-se nas canções, porque procura valorizar as tradições, o diálogo e o imediatismo .
“Num dos temas lamento e chamo a atenção sobre as indumentárias das raparigas que actualmente não valoriza o sexo feminino, desrespeitando o corpo da mulher como um bem sagrado.”
Aos 61 anos, o músico realçou que teve algumas dificuldades em escolher os temas para o disco, tendo em conta as várias letras compostas. O artista apelou a nova vaga de cantores a procurar aumentar os conhecimentos na área da produção e composição musical, por formas ajudar a enriquecer a música angolana. “O mercado só se vai desenvolver quando os jovens apostarem mais em adquirirem informações e noções sobre a música”.   
O disco, onde constam temas inéditos, tem a participação de músicos como Pira Canda (coros), Alex (teclas), Charles Mbuia (viola solo), Abana Maior (tumbas) e Cristiano (bateria). “Neste álbum trabalhei com muita juventude, por forma  a ir buscar outras inovações e tendências, privilegiando sempre o semba nas minhas canções.”
Paulino António Domingos nasceu na comuna do Quela, a 7 de Abril de 1954. Iniciou a sua carreira em 1971, quando foi convidado a participar numa das edições do “Kutonoca”, e gravou o seu primeiro single, que incluía os temas “Joana” e “Balabina”. O seu grande sucesso, “Gi Henda dia Mamã” (“saudades da mamã”), um tema em que o compositor lamenta, de forma melancólica, a morte inesperada da sua mãe, surge em 1973, com o conjunto Jovens do Prenda. O músico também passou, na década de 1970, pelos Kiezos, com os quais actuou durante mais de dez anos.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA