Cultura

Artistas de craveira actuam no Jazzing

Roque Silva

A terceira edição do Festival de Jazz, designado Jazzing, acontece hoje, a partir das 20h00, no Cine Atlântico, em Luanda, com a realização de um concerto de música alternativa com a participação de artistas nacionais e estrangeiros de craveira internacional.

Irina Vasconcelos representa Angola nesta edição do festival
Fotografia: Contreiras Pipa | Edições Novembro


Dois anos após o interregno, por razões de natureza financeira e estrutural, o projecto de iniciativa da produtora Showbiz regressa na sua máxima força e traz, ao centro da capital luandense, o luso-brasileiro nascido em Angola, Nuno Mindelis, e o moçambicano Jimmy Dludlu. A música alternativa feita em Angola é representada por Ndaka Yo Wiñi e Irina Vasconcelos.
A gestora de eventos Micaela Felizardo revelou ao Jornal de Angola que cada um dos artistas faz uma performance de 45 minutos, podendo o tempo ser alargado face o pedido do público. Todos os artistas de cartaz são acompanhados pelas suas bandas, assim como Nuno Mindelis e Jimmy Dludlu os rostos e vozes principais para a presente edição do Jazzing, justificado pela dimensão de ambos no cenário da música internacional, que já se encontram em solo angolano desde ontem.
Eleito o melhor guitarrista de blues do mundo, pela revista americana Guitar Player, Nuno Mindelis é também  conhecido pelos norte-americanos como “The Brazilian Beast” (A fera brasileira).
O projecto foi criado para promover o intercâmbio entre artistas nacionais e de outras nacionalidades e realidades, sobretudo de origem africana com passagem regular em vários palcos em todos os continentes.

Tempo

Multimédia