Atracções da “Ponte Cultural”

Francisco Pedro |
9 de Agosto, 2014

Kizua Gourgel e a cantora brasileira Ellen Oleria foram as principais atracções da Ponte Cultural, na Casa da Música, em Luanda.

O espectáculo durou mais de duas horas. Ellen disse que a Ponte Cultural é um ponto de partida para conhecer a cultura musical de Angola:
 “A gente aprende música angolana e embora os artistas da banda do Kubico sejam muitos jovens, eles são muitos talentosos e a química foi boa”.
A presença da cantora brasileira rompeu com a tradição das edições passadas em que os artistas convidados foram músicos israelitas que partilharam o palco com músicos angolanos. Além de composições de sua autoria, Ellen Oleria, com violão, fez uma incursão aos temas de Djavan e outros músicos brasileiros. Com Kizua Gourgel, interpretou “Humbiumbi”, “De volta pró meu aconchego”, entre outros temas. Kizua Gourgel, que também tocou violão, interpretou a solo temas da sua autoria, “Cacimbo”, “Sentinela”, “Tetembua ya muenhu ami” e recordou as músicas de Rui Mingas, “Ula Upe” e de André Mingas, “O Que Eu Quero”.
O público aplaudiu e dançou. Dessa vez, a plateia recebeu brasileiros que foram dar as boas vindas a Ellen Oleria, além de angolanos e israelitas.Kizua Gourgel considerou a quarta edição como mágica, “porque encontrei uma alma gémea musical”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA