Banda ao ritmo de Moçambique


13 de Janeiro, 2015

Fotografia: Divulgação

A banda Ghorwane de Moçambique pretende continuar a promover a música moçambicana através da continuação do projecto “Ghorwane: o lago que não seca”. Para além desta iniciativa, espera lançar este ano um novo trabalho discográfico cuja gravação já esta em curso.

Esta é a projecção feita por Roberto Chitsondzo, membro do Ghorwane, que considera o ano findo como culturalmente positivo em virtude de Moçambique ter logrado sucessos a nível internacional e a banda emprestar o seu saber à música nacional.
Chitsondzo disse ao jornal moçambicano “Notícias” que o grupo já gravou 14 músicas que podem compor o próximo disco, cujo título ainda não foi seleccionado. “Estamos em estúdio a gravar e a única coisa que se pode adiantar é que o disco vai ter temas dos compositores tradicionais e de outros novos, tais como Antoninho Baza e Muzila”, acrescentou.
O álbum vai contar igualmente com a participação de artistas convidados.
Enquanto o disco não chega ao mercado, o grupo vai continuar a promover o seu projecto “Ghorwane: o lago que não seca” que visa passar o testemunho do trabalho efectuado durante os 31 anos da sua existência.
Esta é uma iniciativa lançada nos princípios de 2014 e na sua primeira aparição, a banda actuou com um grupo de estudantes da Escola Nacional de Música de Moçambique convidado para interpretar alguns temas da banda.
“Este foi o arranque do nosso ano artístico. Mas também participamos na homenagem ao Chefe do Estado, onde actuamos com as bandas Djaakas, Massukos e outros músicos moçambicanos como Jimmy Dludlu e Alípio Cruz”, disse Chitsondzo.
O ano do Ghorwane foi igualmente marcado pela participação no Festival Nacional da Cultura, na província moçambicana de Inhambane, onde foi igualmente lançada a iniciativa “O lago que não seca”.
Neste projecto, a banda pretende transmitir os seus conhecimentos aos mais jovens, particularmente aos estudantes da Escola Nacional de Música de Moçambique. Chitsondzo disse ainda que o projecto “Ghorwane: o lago que não seca” pretende difundir o repertório discográfico e artístico dos chamados “Bons Rapazes” em vários pontos de Moçambique.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA