Cabo-verdiana no "Prémio Descoberta"


5 de Outubro, 2015

Fotografia: Santos Pedro

A cantora cabo-verdiana Élida Almeida foi nomeada para o “Prix Decouverte” (Prémio Descoberta, 2015), promovido anualmente pela Rádio França Internacional (RFI).

Élida de Almeida, de 22 anos, é apontada pela crítica com a mais nova promessa musical de Cabo Verde e concorre ao prémio com os temas “Nta konsigui” e “Lebam ku bo”, todas da sua autoria e incluídas no seu primeiro álbum “Ora doci, ora margos” divulgado em Dezembro de 2014.
O anúncio do vencedor acontece a 17 de Novembro, de acordo com um comunicado da organização divulgado pela imprensa cabo-verdiana.   De acordo com a crítica, a jovem artista, descoberta há pouco tempo por Djô da Silva, que se tornou num dos maiores produtores de Cabo Verde quando promoveu a cantora Cesária Évora no panorama musical mundial, está a revelar-se “uma cantora e escritora de canções, quase todas baladas emotivas, com uma maturidade incomum nas jovens da sua idade, o que lhe augura um futuro promissor dentro e fora do país”.
Natural de Santa Cruz (Santiago), Élida Almeida concorre com mais 13 artistas africanos: Asden e Liz (Congo), Banlieuzart (Guiné), Darline Desca (Haiti), Dioba (Mauritânia), Elinam (Togo), Joey le Soldat e Kantala (Burkina Faso), Mao Sidibé (Senegal), Mélodji (Chade), Mija (Madagáscar), Sanzy Viani (Camarões) e Woodsound (Benin).
A votação está aberta ao público até dia 30 de Outubro, devendo o júri, presidido pela cantora maliana Oumou Sangaré, reunir no dia 17 de Novembro para anunciar o laureado.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA