CD "Lágrimas no Coração" chega ao público da capital

Manuel Albano
9 de Setembro, 2014

Fotografia: Eduardo Pedro

Teta Lágrimas apresentou, domingo, na Praça da Independência, em Luanda, o seu novo trabalho discográfico, “Lágrimas do Coração”, numa sessão de venda e assinatura de autógrafos.

Com 10 temas inéditos, produzidos à base do semba, samba e kizomba, o disco foi gravado em Luanda, com acabamentos em Portugal. “Os temas são todos cantados em português”, disse.
O disco, que tem uma vertente mais romântica, uma das características do músico, faz uma abordagem do quotidiano, com enfoque para as relações conjugais, ou a falta de dedicação e espírito de partilha nas dificuldades encontradas nos relacionamentos.
“Mulherengo”, uma das canções promocionais, explica o músico, narra um destes comportamentos, actualmente muito comuns na sociedade moderna angolana. “Canto o amor por ser a forma que encontrei para exprimir os meus sentimentos e poder transmitir à sociedade mensagens positivas e de paz”, disse.
O músico adiantou ainda que com o passar dos anos viu aumentar a responsabilidade de colocar bons discos no mercado, em parte, confessa, também por ter fãs exigentes. “Quando atingimos o sucesso é de extrema importância dar aos consumidores um produto que seja aceitável, tanto para os adultos como para os jovens”, justificou.
Os jovens cantores, realçou, têm dominado o mercado artístico nacional pelas novas tendências e estilos inovadores que introduzem nas suas músicas, um facto louvável no seu ver por tornar o mercado mais abrangente e competitivo. “Se queremos ter êxitos tanto no mercado nacional como no internacional devemos acompanhar sempre a evolução tecnológica do mercado, mas  resgatando a cultura nacional”, adiantou. Teta Lágrimas defende ainda uma Lei do Mecenato forte e abrangente, capaz de impulsionar a classe artística angolana. “Devemos participar todos  neste projecto com ideias e iniciativas inovadores, que permitam os estilos musicais nacionais conquistarem mais o mercado internacional”, argumentou.
Huambo, Uíge, Benguela e Huíla são as províncias onde o músico pretende realizar as próximas sessões de venda e assinatura de autógrafos do disco “Lágrimas do Coração”.
Teta Lando começou a cantar em 1974. Na altura imitava canções do seu irmão mais velho, Teta Lando. No Uíge, onde nasceu, formou um agrupamento musical, mas foi na República Democrática do Congo que gravou o seu primeiro disco. “Dilema”, “Coisas da Vida”, “Genuinamente”, “Amizade Colorida” , “Letra Chorada”, em memória ao  irmão Teta Lando, e “Estúpido ciúme” são alguns dos seus discos no mercado.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA