Célsio Mambo desenvolve estilo gospel

Kindala Manuel |
22 de Dezembro, 2014

Fotografia: Kindala Manuel

O crescimento qualitativo da musica gospel em Angola depende consideravelmente do apoio das igrejas, sobretudo no que concerne a produção e promoção, independentemente da religião a que o artista pertence, defendeu ontem em Luanda, o músico Célsio Mambo.

Falando ao Jornal de Angola, sobre as novas tendências deste estilo no país, o músico reconheceu que embora exista no mercado disco gospel de qualidade, o crescimento qualitativo está muito a quem do que devia.  “A igreja ainda olha para a música gospel em forma de acção de graças. A produção da musica gospel em Angola só pode atingir níveis de produção em qualidade aceitáveis, a partir do momento em que as igrejas decidirem romper com os tabus do crença religiosa que o artista pertence, e apostarem nos mesmos, apoiando-os a partir da produção até a venda dos discos” disse.
Explica que a musica gospel é um estilo com finalidade de levar a palavra de Deus às pessoas, através de ritmos melódicos e mais usado nas igrejas evangélicas em momentos de louvores. 
Disse que à semelhança da atenção que muitos empresários têm dado à produção de outros estilos de música, é chegada a hora das igrejas promoverem e darem mais atenção àqueles que diariamente tem emprestado a sua voz na expansão do evangelho, assim como na promoção do resgate dos valores morais e espirituais das pessoas. 
“As igrejas devem ajudar-nos porque não tem sido fácil produzir um disco. Editei o segundo disco com muita dificuldade porque não tive nem um apoio financeiro quer de empresários, quer de igrejas. A continuar assim, não estou a ver os músicos gospel a produzirem discos em Angola”.
A partir do momento em que o artista apresente um projecto edificante, disse Célsio Mambo, a instituição religiosa deve analisar o projecto e procurar na medida do possível ajudar financeiramente. Com dois discos no mercado, Célsio Mambo canta há 13 anos.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA