Cultura

Concerto de gigantes no Clesort Kikuxi

Roque Silva |

A banda Tabanka Djaz, o cantor cabo-verdiano Jorge Neto e a angolana Yola Semedo realizam amanhã, a partir das 14h00, no Clesort Kikuxi, em Viana, o segundo e último concerto do projecto “Encontro de Gigantes”.

Depois do concerto de ontem no Centro de Conferência de Belas a banda Tabanka Djaz promete um espectáculo ímpar amanhã no Clesort Kikuxi
Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

Depois do espectáculo de ontem, realizado no Centro de Conferência de Belas (CCB), no Futungo, no qual Paulo Flores também participou, o líder da banda guineense garantiu um concerto diversificado “em que todo o público possa se rever.”
Micas Cabral disse, numa conferência de imprensa em Luanda, que a banda vem a Angola com um estrutura modificada, mais sólida e forte, assim como com um novo conceito de espectáculo.
O Tabanka Djaz, agora com 11 integrantes, informou o guitarrista, traz novas sonoridades, num repertório conhecido, no qual figuram êxitos antigos e recentes. Os temas do novo single da banda “Louquito” também são apresentados, em primeira mão no país, além de alguns êxitos conhecidos dos angolanos, mas agora com nova roupagem.
Os temas “Bakú”, “Sub17”, “Si bu sta diante da luta”, “Indimigo”, “Silêncio” e “Foi assim”, os maiores sucessos dos 22 anos de carreira da banda, são interpretados em novos géneros ou cadências. “A banda, que esteve pela última vez no país em 2015 para concertos no Dream Space e na Casa da Música, era um grupo reduzido a quatro elementos e portanto penalizada”, disse o artista, para quem o novo formato do conjunto favorece os integrantes e o público.
“Não inovamos tanto para não decepcionar os que têm acompanhado ao longo destes anos o trabalho da banda, com uma carreira construída há 27 anos. É esta diferença, assente nas raízes, que propomos ao público.”
Micas Cabral considera um privilégio cantar para o público angolano e dividir o palco com nomes como Paulo Flores e Yola Semedo, ou colaborar com Jorge Neto, por serem artistas que sempre admirou pela qualidade dos seus trabalhos. O espectáculo tem ainda a participação do cantor Filho do Zua, um dos novos sucessos da música angolana, devido ao tema “Saia dela”.
O compositor, cantor e guitarrista da banda da guineense agradeceu a produção dos concertos, sob iniciativa das empresas LS Republicano, Klevibe Nation, Clé e Neovibe, sobretudo nesta fase de crise económica mundial. Fernando Republicano, da produção do espectáculo que é realizado em parceira com as empresas Klevibe Nation, Clé e Neovibe, disse que o grupo assume o compromisso de realizar um espectáculo por mês, com a participação de artistas nacionais e estrangeiros.
O concerto é aberto por Jorge Neto, seguido de Yola Semedo, Zua e o Tabanka Djaz. A banda, desde quarta-feira em Angola, lançou os discos “Tabanka Djaz”, em 1990, “Indimigo” (1993), “Tabanka” (1996), “Sperança” (1996), “Sintimento” (2002) e “Depois do silêncio” (2013).

Tempo

Multimédia