Cultura

Dificuldade financeira cria constrangimentos

Roque Silva |

Dificuldades financeiras impedem a Banda Maravilha de editar o quinto disco de originais, “Entre Amigos”, prometido há mais de seis meses aos seus apreciadores.

Banda Maravilha
Fotografia: Edições Novembro

O álbum de originais está pronto há dois meses, faltando apenas editar no exterior, pelo que a falta de verbas para aquisição das divisas para pagar a fábrica ou editora é o principal empecilho que os “embaixadores do semba” argumentam enfrentar.
A banda quer quebrar o jejum de sete anos, nos próximos meses, com o lançamento do disco, que tem a participação de artistas nacionais e estrangeiros,  com destaque para Felipe Mukenga e o brasileiro Martinho da Vila. Os temas escolhidos para o repertório navegam em vários estilos, com predominância para o semba, além de kilapanha, kizomba, bolero e rumba, cuja produção foi feita em  vários estúdios em Luanda.
Marito Furtado, em declrações, ontem, ao Jornal de Angola, disse que o título do álbum surge devido a quantidade de artistas amigos que participaram no projecto, entre compositores, cantores e instrumentistas.
“Estamos há sete anos sem lançar um disco, temos ainda muito trabalho por apresentar. Este vai ser o disco da banda com o maior número de participações, todos amigos, entre cantores das diferentes gerações. Muitos quiseram participar, por isso abrimos excepções para aqueles artistas com quem partilhamos anos de convivência no palco e não só”, disse Marito Furtado, porta-voz e baterista da Banda Maravilha.

Tempo

Multimédia