Cultura

Disco de ouro para Damásio

Roque Silva |

A multinacional Sony Music outorgou, no sábado, em Portugal, um disco de ouro ao cantor e compositor Matias Damásio, que esteve no Porto, onde fez um concerto de estreia no histórico Coliseu do Porto.

Vendas de Matias Damásio valem ouro
Fotografia: Santos Pedro | Edições Novembro

A distinção, a primeira do artista em Portugal, foi entregue pela directora e representante da Sony Music, Paula Homem, pelo facto de o disco “Por amor” ter alcançado vendas superiores de 20 mil unidades.
“Por amor”, lançado nos finais de 2016, teve a participação de Prodígio, Serafina Sanches e Laton, sendo o décimo primeiro álbum mais vendido em território português, e tem, no registo, uma nova edição exclusiva para Portugal.
O álbum, o quarto de originais no qual Matias Damásio celebra 10 anos de carreira, é o disco com mais êxito do artista, sendo que atingiu o recorde de 75 mil cópias vendidas num só dia.
No CD destacam-se as músicas “Beijo rainha”, “Agi sem pensar”, “A culpa é dela”, “Loucos”, “Sol e lua”, “Aló”, “Papá”, “Matemática do amor”, “Dinheiro kumbu” e “Amo essa mulher”, algumas das 13 canções que comportam o CD, que retratam histórias de amor, força, esperança, optimismo e orgulho por Angola, numa demonstração de maturidade e pragmatismo.
Esta é a segunda distinção que Damásio recebe este ano em Portugal, depois de a Rádio FM ter-lhe atribuido um “single de ouro”, pelo facto de a música “Loucos” ter sido a mais ouvida. Trata-se de uma versão do tema original homónimo, com a participação do português Héber Marques, integrado no álbum “Por amor”.
O videoclipe tem mais de 16 milhões de visualizações na Internet e mais de 12 milhões no Youtube.
Numa breve analogia com a realidade do mercado internacional, é notório o facto de a música angolana atingir passos significativos em território português, considerando que Matias Damásio entra para a lista dos mais internacionais, entre Bonga, Paulo Flores, Anselmo Ralph e C4 Pedro.
O espectáculo de sábado, no Coliseu do Porto, foi a estreia de Damásio naquele emblemático palco em Portugal. Em Abril, o cantor apresentou o álbum “Por amor” no Coliseu de Lisboa e participou num concerto no Baixo Alentejo, em Março, todos com lotação esgotada.
No Porto, o espectáculo contou com a presença do consagrado Calabeto. A dupla levou a plateia ao delírio quando interpretou o tema “Bomba”. Matias Damásio divulgou a sua satisfação nas redes sociais, tendo dedicado o prémio aos seus apreciadores e colegas.  “Minha família, é com muita alegria e emoção que anuncio que recebi no Coliseu do Porto, das mãos da directora da Sony Music, Paula Homem, o meu primeiro disco de ouro em Portugal.
 Obrigado a todos do fundo do meu coração”, lê-se na mensagem publicada na sua página oficial da rede Instagram.
Matias  Damásio volta a subir palcos portugueses no dia 12 de Agosto, em Lisboa, no Festival Sol da Caparica. Natural de Benguela, Matias Damásio nasceu a 9 de Maio de 1982. É compositor, considerado um dos melhores da sua geração. Com dois troféus nos prémios Top dos Mais Queridos, em 2007 e 2013, começou nos festivais de música religiosa. Venceu a Gala à Sexta-feira, da Televisão Pública de Angola, em 2003, interpretando “Mãe querida”, venceu o Festival da Canção de Luanda e o de Música Popular Angolana (Variante).
Foi o segundo classificado no  concurso Domingão Coca-Cola, onde teve como opositores a Banda Maravilha e o cantor João Alexandre. Foi um dos 12 finalistas do concurso de televisão Estrelas ao Palco. Damásio é autor dos discos “Vitória”, “Amor e festa na lixeira” e “Por Angola”.

Tempo

Multimédia