Duas gerações do semba juntas em palco

Manuel Albano|
5 de Setembro, 2014

Fotografia: Dombele Bernardo

“Uma roda de semba” com canções urbanas angolanas que fizeram sucesso nas décadas de 70 e 80 são recordadas domingo, a partir das 12h00, no complexo Muximangola, Luanda, por Lulas da Paixão, Legalize e Yuri da Cunha e sua banda.

O encontro de duas gerações vai privilegiar os sucessos que marcaram épocas, em mais uma edição do projecto “Almoço Angolano”, convívio que se realiza quinzenalmente no âmbito do programa “Em Defesa do Semba”.
O espaço, que é um dos palcos das actividades artísticas da segunda edição do Festival Nacional de Cultura (FENACULT 2014), vai contar também com a participação da banda Os Kiezos, que além de acompanhar os artistas convidados, interpreta alguns dos seus sucessos.
Com Manuelito a comandar em palco, Os Kiezos, lendário agrupamento do bairro Marçal, tem feito nos últimos dois anos actuações consideradas de “alto nível” em função da qualidade rítmica das canções interpretadas.
Brando Cunha, director artístico dos Kiezos, disse ontem ao Jornal de Angola que a ideia é ao longo do espectáculo mostrar a versatilidade e a dinâmica do a­grupamento nos últimos anos.
O grupo tem feito os ensaios no local da actividade para garantir um espectáculo de recordações, cujo destaque incide em canções como “Princesa Rita”, “Milhorró”, “Comboio”, “Zá Boba”, “Monami”, “Jingololo” e “Tristezas não Pagam Dívidas”, que marcaram a vida dos angolanos nas décadas de 1970 e 1980.
De acordo com a organização, os convívios no Muximangola servem também de reconhecimento aos artistas pelo contributo que têm dado à divulgação da música urbana angolana. Os Kiezos, formado na década de 60 por jovens oriundos de famílias humildes, animaram inicialmente festas de bairros, onde se notabilizou, granjeando o reconhecimento nacional.
Apesar das influências melódicas de agrupamentos nacionais como os Negoleiros do Ritmo, Musangola e os Gingas, Os Kiezos mantêm a sua originalidade em termo de ritmos, que o tornaram um dos maiores executantes da música popular urbana de Angola.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA