Eddy Tussa insiste no semba

Manuel Albano |
9 de Agosto, 2016

Fotografia: João Manuel

Eddy Tussa reafirmou, ontem, em Luanda, que vai continuar a explorar o género semba com o intuito de dar continuidade ao processo de preservação e valorização da cultura nacional.

Em declarações ao Jornal de Angola, no final do espectáculo “Eddy Tussa e amigos”, realizado, domingo, no âmbito do programa “Roda do Semba” o cantor referiu que a sua carreira privilegia ritmos de raiz angolana.
Interpretar composições de artistas consagrados também é uma das formas de prestigiar os seus autores em prol da expansão do semba. “Faço questão de convidar cantores cujas carreiras estão consolidadas, para que eu adquira mais experiências que os mesmos acarretam ao longo de décadas de trabalho.”
O semba e outros estilos musicais, interpretados há mais de 40 anos, também começaram por jovens, por isso,  “se recuarmos no tempo, todos os precursores dos estilos musicais eram jovens e cantavam em línguas nacionais, algo que dou continuidade.”
O mesmo processo, disse, deve acontecer no seio dos cantores da sua geração. No decurso da sua actuação, disse ter repartido o palco com Calabeto, Lulas da Paixão e Robertinho, o que tornou o espectáculo num “forte ambiente” de recordações, em que o Complexo Muximangola, no bairro Camama, foi pequeno para o número de admiradores de Eddy Tussa e dos convidados.
O cantor interpretou temas do seu mais recente CD “Kassembele”, e dos anteriores “Izenu mu tale” e “Grande mundo”, canções que o tornaram referência no mercado.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA