Eddy Tussa lança disco "Kassembele"


2 de Novembro, 2015

Fotografia: Jaimagens

“Kassembele” é o título do mais recente trabalho discográfico de Eddy Tussa, lançado ontem, no Parque da Independência, em Luanda, com 15 faixas musicais.

O título Kassembele, expressão na língua quimbundo que em português significa um pouco, segundo o autor, é dedicado as todas as mães angolanas que são abandonadas pelos filhos deixando-as sem quaisquer assistência e amparo.
O disco reúne as versões das músicas “Muimbu Uami” de  Elias Dya Kimuezo, “Do Pequenino”, letra do malogrado Mamukueno interpretada por Kueno da Silva e "Ambula Ngui Zeka", de Kim dos Santos, com o intuito de  preservar o legado musical da geração de 1960 e 1970. “Se não preservarmos aquilo que é nosso não teremos identidade e não tendo esta identidade seremos considerados forasteiro, portanto teremos de defender as nossas culturas e raízes”.
Na sua óptica, o estilo semba quando é feito numa língua nacional tem outro impacto de ponto vista rítmico, comparativamente se for cantada em português. Adiantou que os músicos devem se preocupar com o legado musical dos mais velhos e saber utiliza-las, com o objectivo de valorizar cada vez mais a música nacional, fazendo com que permaneçam nas memórias colectivas.
O “Kassembele” tem as faixas “Muimbo Uami”, “Retrato”, “Diala Diame”, “Mama Koleno”, “Homenagem”, “Kassembele” entre outras músicas.
O disco foi produzido pela Xicote Produções e conta com a participação de Yuri da Cunha. 
Em declarações à Angop, à margem do lançamento da obra “Kassembele”, o músico apelou aos colegas, que seguem o estilo semba, no sentido de fazerem uso das línguas nacionais, com a finalidade de darem mais originalidade às letras.
Cantor e compositor, Eddy Tussa surgiu no mercado musical como membro do grupo de rap Warrent B, com Kenny Bus, Meyv e Papetchulo. Tem no mercado, “Grandes Mundos” e “Ezenu Um Tale”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA