Espectáculo inédito na festa de abertura


20 de Agosto, 2014

Fotografia: Reuters

Faltam dez dias para a abertura do Festival Nacional de Cultura (FENACULT), que durante um mês vai mobilizar os criadores de arte em todo o país.

A cerimónia de abertura está prevista para o dia 30, às 19h00, no Estádio Nacional 11 de Novembro, em Luanda, com a realização de um espectáculo multimédia montado pela coreógrafa Ana Clara Guerra Marques, com a participação de 700 pessoas.
A coreógrafa informou que o espectáculo foi criado sobre uma base audiovisual original com animação 3D sobre o relvado onde vão participar centenas de figurantes.
A coreografia foi especialmente desenhada para ser articulada com as projecções vídeo, música original e jogo de luzes.
Este espectáculo, disse Ana Clara Guerra Maraques, é o primeiro do género em África. “De uma forma artística vai ser contada a História de Angola, destacando as conquistas da paz e os nossos valores culturais, naturais e ecológicos, onde vão estar presentes a dança, o canto, os instrumentos musicais e também o progresso tecnológico e o desenvolvimento social”, disse Ana Clara Guerra Marques.
A coreógrafa referiu que no início, a Terra era una e dividiu-se em continentes. “Angola, situada no continente Africano, teve origem no surgimento de muitos reinos liderados por soberanos que souberam conduzir os seus povos contra as invasões e a escravatura. Depois veio a resistência ao regime colonial, a luta armada e a Independência Nacional. A Angola livre e em paz, torna-se terreno fértil para o desenvolvimento, onde a cultura é marca identitária de forte presença”, afirmou a coreógrafa.

Grupo coral gigante


O espectáculo vai contar com a participação de 625 intérpretes, entre os quais 202 cantores, que vão constituir um coral gigante, 82 bailarinos, 337 efectivos das Forças Armadas Angolanas.
Para além dos intérpretes está envolvida uma equipa criativa e uma equipa técnica. Esta primeira parte da apresentação vai culminar com fogo-de-artifício, numa apoteose de alegria e cor, ao que se vai seguir um concerto com destacados artistas da música angolana.
A realização de feiras, exposições, colóquios, mesas redondas, literatura, planos editoriais, galas e homenagens destacam-se no programa do FANACULT, a ter lugar entre 30 deste mês e 20 de Setembro, anunciou à Angop, em Luanda, o coordenador da comissão nacional.
Jorge Gumbe deu a conhecer que o programa inclui a Feira Nacional das Indústrias Culturais, que vai decorrer na FIL de 5 a 10 de Setembro, envolvendo salões de livros e de artes gráficas, moda, fotografia, artesanato, música, som, luz e medicina tradicional.

Feira do Dondo

A Feira do Dondo, entre 18 e 20 Setembro, também faz parte do programa do festival. Exposições de livros, artesanato, encontros sobre literatura angolana, lançamento de discos, exibições de filmes, animação cultural e assinatura de um protocolo entre o Ministério da Cultura e a Odebrecht para o restauro da fortaleza de Cambambe são alguns pontos do programa na velha cidade do Cuanza Norte.
Na Feira Nacional de Cultura vão ser lançados os Comboios Culturais, com várias actividades lúdicas durante as viagens das linhas Luanda/Malanje, Benguela/Moxico e Namibe/Menongue. Jorge Gumbe revelou que de 31 de Agosto a 13 de Setembro, vão ser realizadas várias exposições nas províncias Luanda, Bié e Cuando Cubango.
O programa inclui ainda palcos de animação em Benguela, Cabinda e Huambo, com teatro, vozes femininas, dança e música tradicional angolana. Em Luanda e Namibe vão realizar-se várias concertos musicais com temas ligados às novas tendências musicais, trova, música coral e contemporânea.
Está também previsto um espectáculo entre 31 desde mês e 19 de Setembro em todas as províncias, com a participação de artista angolanos e estrangeiros, entre os quais Waldemar Bastos, Elias dya Kimuezo, Bonga, Matias Damásio, Yuri da Cunha, Ary, C4 Pedro, Mano Dibangu, Ismael Ló e Té Macedo. O Fenacult vai ficar marcado com oficinas de marimba, dikanza, teatro, kissanji, hungu, dança e percussão em Luanda, Malanje, Moxico, Bengo, Huambo, Benguela, Huíla, Lundas Norte e Sul.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA